28 novembro, 2012

Falando Serio 28 de novembro de 2012.


CAIU
A cúpula do escritório da presidência da República em São Paulo. Funcionários da gestão Lula foram sumariamente demitidos/exonerados por Dilma Rousseff acusados de uma verdadeira farra com o dinheiro público. Os funcionários foram indiciados pela Polícia Federal pelo desvio de dinheiro público, corrupção ativa e passiva e formação de quadrilha. Tudo com escutas e gravações devidamente autorizadas pela Justiça.
NO CONGRESSO
Parlamentares que não têm muito que fazer, estão questionando a ação da polícia federal no escritório da Presidência da República. Os parlamentares da situação ficaram “indignados” com a ação e os da oposição apoiam totalmente a PF. Eles deveriam preocupar-se em legislar mais e aparecer menos na imprensa.
PAPAI NOEL
O prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), quer terminar o governo bem cotado entre os servidores públicos. No último dos oito anos de administração, o prefeito anunciou que pagará três folhas dos servidores no mês de dezembro.  “Vamos pagar as três folhas, para que os servidores possam comemorar o fim de ano com seus entes queridos, comprando presentes, festejando ou até mesmo quitando suas dívidas, para entrar no novo ano com o pé direito”.
A previsão da prefeitura é de que o salário referente a novembro seja pago até o dia 3 de dezembro. O 13º será liberado no dia 17 de dezembro. Já o salário de dezembro, que deveria ser pago no dia 3 de janeiro, será antecipado e deve ser pago entre os dias 20 e 26 de dezembro. Esse meu prefeito não é fraco.
PRESSÃO
O relator da “CPI do Cachoeira”, o deputado Odair Cunha do PT foi supostamente ameaçado pela direção do partido. A pressão era para que fosse incluído no relatório final, ataques ao Procurador Geral da República, Roberto Gurgel e ao diretor da Veja em Brasília Policarpo Junior. A imprensa reagiu imediatamente à tentativa do partido da estrela. Os caras se “lambuzam” no dinheiro público e não querem que o Estado e a Imprensa ajam. É só não fazer nada de errado, que ninguém responderá por crime algum. O deputado teria confidenciado aos mais próximos, que se arrependeu de divulgar o relatório da maneira como foi. É só ele admitir a pressão e fazer o que é certo.
Aliás, mania feia essa de alguns dirigentes do PT, a começar pelo Lula, em perseguir e tentar calar a imprensa que não é subserviente dos seus desmandos. É chegado o tempo de entender de uma vez por todas que a Imprensa é uma conquista da Democracia e tem a obrigação de divulgar “crimes” cometidos por agentes públicos.
POR AQUI
Na ultima segunda-feira, foi criado um bloco “suprapartidário” com dez dos quinze vereadores para indicar o nome do vereador Agnaldo Miudinho (DEM) para a presidência daquela Casa de Leis. Com um discurso meio vazio, o grupo não deverá durar muito, até porque até hoje ninguém viu uma eleição de Câmara que não passa pelo crivo do prefeito.
DE FORA
Entre os que ficaram de fora, estão Caio Augusto (PSD), Rafael Modesto (PSD), Marcelino Nunes (PSB), Puka Valdez (DEM) e Adãozinho Dauzacker (PT) e ninguém fala o nome deles, não se sabe por quê? O tal do G10 disse que o objetivo principal do grupo é “cobrar” do prefeito eleito Ludimar Novais “propostas” feitas em campanha, além de “ajudar” o prefeito.  Cá para nós, chega de discursos, vamos lá, está na hora de encerrar a campanha e começar a trabalhar.
CONSELHO TUTELAR
No próximo dia dois de dezembro, das 08 às 17 horas, acontece a eleição para os novos conselheiros tutelares. O voto não é obrigatório. É muito importante que os eleitores de Ponta Porã compareçam para votar e eleger pessoas comprometidas com as crianças e adolescentes de nossa cidade. Os jornais da cidade devem divulgar os locais de votação. Vamos comparecer e fazer a nossa parte.
AGRADECIMENTOS
 Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial ao casal Fabrícia Prioste e Erilbelton Freitas; Nathalia Gonzalez; Alan Cervim; Simoni Bittencourt e Elifrank Morris. Obrigada. Semana que vem tem mais.          

14 novembro, 2012

FALANDO SÉRIO


JOSÉ DIRCEU
Petista da mais alta estrela, José Dirceu, assim como outros indiciados no caso do “mensalão”, foi condenado a penas que já somam mais de dez anos de reclusão. Como condenações acima de oito anos exigem o cumprimento inicial no regime fechado, ele deverá cumprir no mínimo um sexto preso e depois poderá pedir progressão de regime. José Dirceu tem dito aos seus amigos mais próximos que está “chateado” com o posicionamento do partido e de Lula. Mas já está tomando medidas para garantir o futuro de sua mulher e filhos, transferindo os seus bens para que eles tenham possibilidade de sobreviver na sua ausência.
MENSALÃO
Na continuidade do julgamento, a dosimetria tem provocado embates diretos entre os ministros Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski. Na ultima segunda-feira, Lewandowski chegou a abandonar o plenário depois de se dizer surpreso com a alteração na ordem da dosimetria por parte do relator. A discussão foi áspera e após um intervalo de trinta minutos, todos voltaram para dar continuidade aos trabalhos.
ESAQUEM?
O presidente do PMDB, Esacheu Nascimento entrou em rota de colisão com a ala dos Trad no Estado. Depois de dizer publicamente que o prefeito de Campo Grande não reúne condições de ser candidato a governador em 2014 (sim, já estão pensando longe), a turma ligada ao prefeito quer a sua cabeça a qualquer preço. E o Esacheu disse que não tem mais como recuar, eis que a sua permanência no cargo é de certa forma uma “exigência” de seu grupo político. Nesta briga via imprensa, o governador André Pucinelli, conhecido por não ter papas na língua, ficou mais quieto que guri novo. Não disse nada. Credo!
TOM MAIS BAIXO
Após uma campanha marcada por ataques de todos os tipos e de todas as partes, Alcides Bernal e Nelson Trad Filho reuniram-se na manhã de ontem, para enfim iniciar a transição. Bernal disse que buscará uma transição que atenda os interesses da população. Já Nelsinho disse em entrevista, que não colocará obstáculo nenhum para nova equipe. Tudo em tom bem mais ameno que o da campanha. Bom para o povo.
TRANSIÇÃO I
Por aqui também já houve uma visita de cortesia do prefeito eleito Ludimar Novais e o atual Flávio Kayatt. Segundo divulgado, foi uma visita tranquila onde os temas abordados foram os investimentos da próxima gestão. O tom também foi amistoso e Kayatt disse que será um “agente facilitador” para que Ludimar tenha tranquilidade em administrar Ponta Porã.
TRANSIÇÃO II
Para iniciar os trabalhos de transição, foram nomeados o administrador de empresas Paulo Roberto da Silva (presidente do PT em Ponta Porã), Reginaldo Almeida (chefe de gabinete do deputado Paulo Correa) e o advogado João Batista Sandri. Não foi divulgado se estes nomes trabalharão apenas na transição ou farão parte da futura administração.
AGRADECIMENTOS
 Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial ao Marcos Cândia; Dr. Elton Lang (chapa 1 da OAB); vereador eleito professor Hugo;  Patricia e Maria Nely Insaurralde e Gislaine Rodrigues de Souza.Obrigada. Semana que vem tem mais.          

31 outubro, 2012


É TETRA!
Como escrevemos na semana passada, o tucano José Serra conquistou a sua quarta e mais importante derrota. Fernando Haddad ao vencer, fortalece muito o ex- presidente Lula. No discurso pós- resultado, foi curioso ver no estrelado palanque Paulo Salim Maluf (PP). Estranho porque Maluf disputou com o próprio Lula a presidência e eram tidos como rivais “eternos”, até o início do primeiro turno na capital paulista.
O fato mesmo, é que Fernando Haddad vai administrar o terceiro maior orçamento do País e dos seus aliados nesta conquista, sai o próximo candidato ao governo do Estado de São Paulo. Será uma briga de foice.

COMEÇO DE UMA ERA
A vitória maiúscula de Alcides Bernal em Campo Grande é uma vitória contra a máquina do Estado e a da própria prefeitura. Enfrentou ataques de todos os tipos, menos os propositivos. Montaram vídeos, denúncias e uma infinidade de mentiras que não afetaram o então candidato. Ele continuou a campanha, firme. Até o dia 28, quando devolveu em votos tudo que fizeram contra ele. E com juros.

FIM DE UMA ERA
Alcides Bernal – PP – deu uma verdadeira “surra” de votos, não só no seu adversário Edson Giroto – PMDB -, mas no governador André Pucinelli e a vitória significa o fim imediato da hegemonia política do PMDB na Cidade Morena.

PUCCINELLI
O governador André Pucinelli, que costumava dar as cartas, terá de se acostumar a ser contrariado. A começar pelo povo. Para quem tinha planos para as próximas quatro eleições, a vitória de Alcides Bernal em Campo Grande, foi um balde de água fria. Mas analisando tudo mesmo, que se deu muito mal é o prefeito atual: Nelsinho Trad. Para os planos dele em chegar à governadoria pela porta da frente, era fundamental a eleição de Edson Giroto.
FÊNIX
Aqui no Estado, que vem ressurgindo é o partido da estrela: o PT. Depois da era Zeca, o partido esteve bem por baixo, porém, nestas eleições, conquistou cidades importantes, como Corumbá, Ladário e Miranda e participa da administração de outras tantas, como Ponta Porã, Dourados e Campo Grande. No frigir dos ovos, quem está dando aulas no PT é o senador Delcídio do Amaral. Fortalece a legenda, mesmo que para isso tenha que ressuscitar velhos militantes, como o próprio Zeca do PT.
TENDÊNCIA
Não sei se o leitor percebeu, mas é uma tendência nacional dizer não ao velho sistema político implantado pelos caudilhos que costumam ter O Príncipe de Maquiavel, como livro de cabeceira e por que não dizer em alguns lugares até como bíblia. Pois é, parece que aquela coisa de tratar o povo como se fosse gado, caiu em desuso e o governo mantido pelo medo foi rechaçado. Muito bom, sinal dos novos tempos.

AGRADECIMENTOS
 Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial ao Miguel Hernandez Derzi; Mhary Monteiro Farias Helmut; Marcos Bender; Derly Marina Ferraz; Natalia Cestari; Anderson Menuchi; Lucimara Feil; Dora Nunes; Alan Severiano Valensuela Servim Jr e  Solange Aquino.
 Obrigada. Semana que vem tem mais.         
Comente esta coluna na internet através do blog: http://www.faloserio.blogspot.com, do www.mercosulnews.com Email: elizjpp@hotmail.com

24 outubro, 2012


RUMO AO TETRA
Analisando os números divulgados pelo instituto Datafolha, neste domingo, a uma semana das eleições, tudo indica que o PSDB deve mesmo perder a eleição em São Paulo para o ex-ministro petista Fernando Haddad. Ele era um desconhecido na política, até que o ex- presidente Lula exigisse que o seu pupilo fosse o prefeito de São Paulo. As pesquisas tem mostrado ampla vantagem do petista sobre o tucano e até a contabilização do último voto, ele é favorito sim. E o Serra? Como diria o locutor Galvão Bueno: Rumo ao tetra.
E O BERNAL?
Com o slogan objetivando atacar o seu adversário, a equipe do candidato do governador André Puccinelli, Edson Giroto parece ter dado um tiro no pé. O marqueteiro novo chegou, estudou o cenário, tomou decisões e não deu nada certo. Bernal continua subindo e o Giroto caindo. Se confirmar a derrota de Giroto, será um baque nas pretensões do grupo capitaneado por Puccinelli.
JOGO BRUTO I
Alguém disse uma vez que os caciques planejam por duas ou três eleições à frente e o povo é sempre o último a saber. Pois bem, o “planejamento” das eleições em Campo Grande era mais ou menos assim: Giroto prefeito em 2012; Nelsinho governador e André Puccinelli Senador em 2014. Pois é. Só que com os atuais números na cidade morena, o deputado Alcides Bernal deve faturar com folga o pleito, jogando um balde de água fria nas pretensões do PMDB. A truculência do governador está criando um efeito dominó e alguns sonhos estão indo água abaixo. Está ficando pior que a rua da minha casa, aonde nesse período de chuva só se chega com trator.
JOGO BRUTO II
Com a provável vitória do deputado Alcides Bernal, quem volta a ter “fôlego” é o grupo do senador Delcídio do Amaral. O grupo do senador passará a comandar a maior cidade do estado, juntamente com Corumbá e Ponta Porã. Se tem alguém que sairá fortalecido deste pleito, repito, se confirmados os números e intenções de voto, é o senador Delcídio. “Inimigo” político do governador, o fortalecimento dele deverá dar uma apimentada na disputa pelo governo do Estado em 2014. Quem diria. As coisas pareciam tão encaminhadas.
CURIOSIDADE
Apenas como registro, a saúde parece ter sido o grande problema dos chefes do executivo que tentaram se reeleger ou fazer sucessores nestas eleições. Vejam o caso da capital que é administrada por médicos há dezesseis anos e nem por isso as coisas estão boas por lá. Ao que parece, os “homens de branco” não conseguiram resolver os problemas de saúde de Campo Grande, que segundo alguns opositores, se encontra na UTI. Falando em UTI, vamos cobrar isto do prefeito eleito Ludimar, porque aqui também a coisa não está bonita.
PATOS
Diversos outdoors instalados na cidade geraram a curiosidade de muitas pessoas, porque os dizeres “patinho novo fisga o tubarão” deixaram margem a diversas interpretações. Pessoas ligadas ao Alvaro Soares que disputou a eleição municipal com o número 22, afirmam que resolveram votar em Ludimar na última hora e que isso faz a diferença porque o 22 significa “dois patinho na lagoa”.
Entretanto, se sabe que  na verdade, seria um recado  politico aos velhos Tubarões da politica local, que consideravam os novos politicos como “Patinhos Novos” ,dizendo “pato novo deve voar raso”. Na verdade os três patinhos foram os candidatos do PPS que apareciam em todas as pesquisas e foram engolidos na madrugada do dia 07 de outubro, mas que não se importaram em ir para o sacrificio, afinal, o jogo foi mais bruto do que a população pode imaginar.
AGRADECIMENTOS
 Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial a Cris Pinheiro, ao vereador eleito Otaviano Cardoso, que me disse não pretender ser oposição, mas também não será situação. “Serei um vereador de posição, me posicionarei ao lado do povo”; D. Joaquina e Rivaldo da APAE.  Obrigada. Semana que vem tem mais.          

17 outubro, 2012


SÓ DEU ELE
A vitória de Ludimar Novais no último dia 07 de outubro veio acompanhada de uma expectativa muito grande, significando a liberdade contra a presunção e a opressão. E então, o jovem advogado e vereador que enfrentou a máquina pública;  o governador do estado  André Pucinelli - que navegou em com um pé em cada canoa, torcendo para o barquinho do Ludimar afundar- quebrou uma hegemonia, com jovens e inexperientes, porém  não menos inteligentes, guerreiros sacrificando suas candidaturas mas elegendo seu prefeito. Parabéns ao Marcos Cândia (PPS), Carlos Bordão (PPS), Gabriel Ajala (PPS), Gustavo Burguenho (PPS), Nuno Gaeta (PPS) e a grande professora Teresa Sato (PPS).
TÁTIL
Ludimar, embora muito sério (não é de ficar dando tapinhas nas costas), é madrugador e exigente, terá muito trabalho pela frente, e acredito que sua prioridade será aumentar o número de pedreiros (hoje são 3) para terminar a reforma do hospital regional e imediatamente implantar as reformas necessárias para os leitos de UTI, além de travar uma conversa bem franca com os médicos que terão de aceitar a contratação de outros colegas.  Tátil porque a população deseja um prefeito que os receba, ou seja, que torne a figura de prefeito como algo atingível e real, humana e tocável. Funcionário da população, nunca patrão.
CÂMARA
A renovação da Câmara Municipal também gera expectativas positivas. Embora não tenha feito nenhum vereador de seu partido, o futuro prefeito não é adepto da compra de apoio. Os que vierem por amor serão grandes auxiliares, como no caso de César Matoso, que no dia 07 mesmo já se colocou ao lado da situação.
OPOSIÇÃO
Esta não pode faltar de jeito nenhum. Não oposição doentia eleitoreira, mas oposição séria firme, fiscalizadora. Este é o papel da oposição neste momento em que vivemos em todo o país. Fiscalização. Como já escrevi no Face book, chega de uma Câmara apática que diz SIM para tudo sem ao menos fazer uma leitura dos projetos.
FRUTA NÃO CAI LONGE DO PÉ
Foi o que me disse um dos mais antigos leitores desta coluna: Se a derrota não se justifica, tem vitórias plenamente justificáveis, já que só um suposto “esquemão” funcionou e muito bem para eleger um jovem e inexpressivo marinheiro de primeira viagem, mas que agora já sabe bem o caminho. O jovem só não pode esquecer que tem de pagar as suas contas. Credo.
RONY LINO
Esse, já sabíamos que, estava em primeiro lugar em todas as pesquisas. Sua eleição significou o reconhecimento do trabalho prestado, da simplicidade, humildade, simpatia, mas muito trabalho prestado mesmo repita-se. Parabéns ao futuro presidente da nossa casa de leis.
AINDA NÃO DESCEU
Do palanque, ou muito cansado da campanha para pensar antes de falar, o Agnaldo Miudinho ao convidar algumas pessoas para um churrasco, fez questão de afirmar que não convidaria um dos fiéis escudeiros de Ludimar, porque nesta campanha, não teve adversários políticos e sim inimigos. Humm será que esse vai longe?
AGRADECIMENTOS
 Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial ao vereador reeleito Marquinhos Bello; Camila Radaelli da Silva; Jonner Amarilla; Anacleta Godoy Dias.
 Obrigada. Semana que vem tem mais. 

15 outubro, 2012

FÁBIO TRAD


Artigo: OS DEVERES DOS JUIZES
O deputado federal Fabio Trad (PMDB-MS), juntamente com seu colega de Congresso nacional, o deputado federal Sérgio Barradas Carneiro (PT-BA), e os professores Fredie Didier Jr. e Luiz Henrique Volpe Camargo publicaram nesta segunda-feira, 01, no jornal Folha de S.P. um artigo intitulado “Os deveres dos juízes”, onde analisam e rebatem a leitura segundo a qual novo Código de Processo Civil dá superpoderes ao juiz. Barradas é relator-geral da comissão especial do projeto de CPC na Câmara dos Deputados e Fabio Trad é o presidente da comissão. Confira a seguir a íntegra do artigo.
 Os deveres dos juízes
O novo Código de Processo Civil não dá superpoderes ao juiz. É erro afirmar que ele generaliza execução imediata da sentença ou impede recursos das partes
Dois respeitados professores publicaram, em 13 de setembro, nesta Folha, texto com duras críticas ao projeto de reforma do Código de Processo Civil (CPC) que tramita na Câmara ("O poder dos juízes", de Ives Gandra da Silva Martins e Antônio Claudio da Costa Machado). Para eles, o texto projetado dá superpoderes aos magistrados e diminui "perigosamente os direitos das partes".
Participantes do processo de discussão da comissão especial que analisa o novo CPC, queremos registrar que as críticas não procedem.
Os professores afirmaram que "os juízes poderão decidir tudo em matéria probatória sem que caiba qualquer recurso (...) de imediato".
Pelo código vigente, já não existe a possibilidade de revisão imediata da decisão do juiz de primeiro grau sobre o deferimento ou indeferimento de produção de prova.
Independente disso, o fato é que no relatório, que foi apresentado no dia 19 de setembro, na Câmara, há previsão do cabimento de recurso de processamento imediato (agravo) contra a decisão do juiz que inverter o ônus da prova. O projeto, portanto, altera a regra atual para que essa questão seja resolvida rapidamente, com um único recurso.
Também não procede a crítica de que o projeto amplia a possibilidade de concessão de tutela antecipada (medida que antecipa os efeitos do julgamento), só "à vista de um bom documento apresentado pelo autor".
O projeto permite, sim, a tutela antecipada sem urgência, antes da ouvida do réu, em duas hipóteses, sendo que apenas uma delas é novidade: a que permite a medida quando as alegações de fato puderem ser comprovadas documentalmente e já houver tese jurídica firmada pelos tribunais superiores a respeito. Assim, prestigia-se a igualdade e a duração razoável do processo, com o respeito ao entendimento de tribunal superior.
Não é correta, também, a crítica de que não há critérios estabelecidos na lei à concessão de medidas cautelares pelo órgão jurisdicional. O projeto, na mesma linha do que já acontece atualmente, exige a demonstração da probabilidade do direito e o perigo da demora.
Afirmam ainda os professores que os "juízes poderão proferir suas sentenças observando princípios abstratíssimos, o que vai facilitar enormemente o subjetivismo judicial".
Os princípios citados têm fundo constitucional. Não foram criados pelo projeto. Justamente para evitar qualquer abuso de poder no caso de sua aplicação, o projeto exige fundamentação densa, inovação legal substancial que passou ao largo da análise dos professores.
Por fim, também não é válida a crítica de que o projeto generaliza a execução imediata da sentença. O texto é claro: a sentença não produz efeitos até decisão do relator que receber a apelação. Se houver risco de dano e probabilidade de êxito, a sentença que foi apelada não produzirá efeitos até o julgamento do recurso. A sentença somente produzirá efeitos imediatos nas mesmas hipóteses que atualmente.
Na verdade, jamais existiu um CPC do qual se pudessem extrair tantos deveres do juiz.
Exemplos: a) proibição de decisão-surpresa: o juiz não pode decidir com base em nenhuma questão a respeito da qual as partes não tiveram a oportunidade de pronunciar-se; b) o juiz tem o dever de enfrentar todos os argumentos deduzidos no processo capazes de influenciar a sua decisão; c) dever de uniformizar a jurisprudência, mantê-la estável e respeitá-la; d) dever de indicar o defeito a ser corrigido, antes de indeferir a petição inicial ou o recurso.
São enunciados inéditos no Direito brasileiro, que servem para conter os poderes do juiz.
O projeto do novo CPC, como toda obra humana, é passível de críticas. Considerá-lo um projeto de contornos autoritários, porém, não é justo. Trata-se de um projeto construído democraticamente. Após a leitura do relatório, a previsão é de discussão da matéria no próximo dia 10 de outubro, com votação em 16 ou 17 de outubro, na comissão especial da Câmara.

03 outubro, 2012


FALTA POUCO
Muito pouco para o cidadão pontaporanense ir às urnas para cumprir com o seu dever. É certo que alguns rejeitam a obrigatoriedade do voto, alegando ser apenas um direito e não um dever. Tenho para mim que, aos pontaporanenses, o voto deixou de ser um direito e sim uma obrigação. Basta prestar atenção nos acontecimentos e não deixar de votar. Todos nós temos a obrigação de mostrar nas urnas o nosso posicionamento.
ESTARRECIMENTO
Foi o que causou uma noticia veiculada em jornal local, dando conta que o ex-prefeito de Aral Moreira, Irimar Carvalho Costa, supostamente falsificou um documento da Justiça Eleitoral fazendo constar “apto” no lugar de “indeferido”, para continuar na corrida rumo à prefeitura da cidade vizinha. Como já disse anteriormente, a JUSTIÇA ELEITORAL não está brincando. No passado para muita coisa foram feitas “vistas grossas”, agora é diferente.  Os dois juízes estão cumprindo fielmente seus deveres, é melhor não provocar.
FACEBOOK
Uma boa pedida nesse período eleitoral é a gente ter o site de relacionamento no celular, porque pode ler os comentários segundo a segundo. Também pode interagir, e eu tenho feito isso.  Os desabafos ali postados servem para conhecermos melhor as pessoas. E como nosso povo é bom, como nosso povo é unido, independente da torcida para este ou aquele candidato. Lógico que a gente também encontra pessoas de caráter duvidoso, mas para isto basta não dar conversa para elas. Fala Sério.
OAB
Na sexta-feira passada aconteceu o coquetel de lançamento da candidatura do Advogado Modesto Rojas à presidência de uma das instituições mais sérias deste país. Com a chapa denominada “OAB Forte e Presente em Ponta Porã” o colega ainda é candidato único. Desejamos sorte na difícil eleição que é a presidência da Ordem, que se faz com recursos próprios e não recebe salário. Abnegação pura.
FALANDO SÉRIO
A coluna Falando Sério, antes mesmo de a campanha eleitoral começar, pautou-se pela imparcialidade. Na pré-campanha, procuramos sempre abordar os possíveis candidatos de maneira igualitária. Nestes poucos dias que antecedem a eleição do próximo prefeito e da nova composição do legislativo, temos a certeza máxima de ter contribuído com o nosso eleitor/leitor.
Para aqueles que conseguirem eleger-se, nosso desejo de sorte nos próximos quatro anos e que façam realmente por Ponta Porã tudo que prometeram e muito mais.
AGRADECIMENTOS
 Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial a Alexandra Silva e ao aniversariante maior da data de hoje: Nuno Gaeta, que lhe desejo muita sorte e saúde e que Deus siga te abençoando meu amado filho. Obrigada. Semana que vem tem mais.         

Comente esta coluna na internet através do blog: http://www.faloserio.blogspot.com, do www.mercosulnews.comEmail: elizjpp@hotmail.com

26 setembro, 2012

Falando Sério - 25 de setembro de 2012

ESCAPANDO


Está a presidente Dilma Rousseff da campanha do candidato petista a prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad. Mesmo estando em Sampa na semana passada, declinou do convite para o almoço organizado por Lula. Talvez esteja no dia 29 próximo no comício final do petista, isso se o candidato estiver “cabeça a cabeça” com o tucano José Serra. Se estiver muito atrás, provavelmente, não irá.



VOTA EM QUEM?

Perguntada pelo ex- presidente Lula, em quem votaria na cidade de Porta Alegre, seu domicílio eleitoral, Dilma Rousseff foi obrigada a dizer: “Esse segredo não conto nem mesmo a você”, para surpresa do seu criador. Na cidade, três partidos, incluindo o PT, disputam a prefeitura. Dilma foi aconselhada a permanecer em Brasília no dia sete de outubro e justificar o voto. Faz bem.



SOMOS NOTICIA

Deu até no Jornal Nacional que o Google Brasil foi processado pela Justiça Eleitoral de Campo Grande por não ter cumprido a decisão judicial que ordenou a retirada do ar de vídeos no Youtube que retratam denúncias contra o candidato a prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). O vídeo tem 3m26s de duração, postado pelo usuário Paulo Machado e já foi visto por mais de 3 mil pessoas. Segundo a assessoria jurídica do candidato, o diretor do Google Brasil, Fábio José Silva Coelho, teve o pedido de prisão decretado na quinta-feira (20). O Google se negou a realizar o pedido de Bernal devido a analises de peritos políticos da empresa, que constataram não se tratar de propaganda política.Que absurdo, afinal, determinação judicial não se questiona, se cumpre. Tem gente pensando que a Justiça Eleitoral está brincando, ledo engano.

ELEIÇÕES

Em quase meio século de vida não tinha visto, ou seja, presenciado uma disputa tão acirrada para a Prefeitura de Ponta Porã. O mas curioso é que os cabos eleitorais dos 3 candidatos estão à beira de cometerem uma loucura. Mas o que mais causa estranheza é ver o marqueteiro de um dos candidatos aparecer muito, mas muito mais que o próprio candidato. Como diz a personagem Penha da novela Cheias de Charme (Rede Globo): “Vô dizê uma coisa pa tu” se esse candidato perder a culpa é exclusiva do marqueteiro.

BLACK FRIDAY

Sem ter números exatos em mãos, porém, ouvindo os comentários na cidade sobre o Black Friday, realizado pela Associação Comercial de Ponta Porã, a promoção atingiu todos os objetivos. Segundo números não oficiais, mais de cem mil pessoas estiveram na cidade nos três dias de compras com preços abaixo do praticado habitualmente. Se correu tudo como deveria, não sabemos, mas que ficou um gostinho de quero mais, isso ficou. Parabéns aos idealizadores do evento e fica a torcida para que no próximo ano haja um "repeteco", com as devidas lições aprendidas.



AGRADECIMENTOS

Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial ao meu maior colaborador Pedro Zadyr que nos últimos tempos me auxiliou com informações locais, sempre com imparcialidade e isenção, compromisso fundamental deste espaço desde as primeiras publicações nos últimos 7 anos. Obrigada Pedro Zadyr e boa sorte em sua jornada.

Comente esta coluna na internet através do blog: http://www.faloserio.blogspot.com, do www.mercosulnews.com Email: elizjpp@hotmail.com

05 setembro, 2012

FALANDO SÉRIO - 05 DE SETEMBRO DE 2012

DESCULPAS


Começamos a coluna Falando Sério desta semana pedindo desculpas aos nossos leitores pela ausência no espaço dos jornais na semana passada. Acontece que esta colunista e o colaborador estavam dispostos a não escrever durante a campanha, porém, mudamos de idéia e vamos escrever sim enquanto o espaço estiver aberto no Jornal da Praça e Jornal Regional. O momento é político e nosso compromisso com os leitores sempre foi de contribuir na formação de opinião. É nosso dever.

ÁLVARO SOARES

Álvaro Soares – PR - tem percorrido os bairros da cidade levando suas propostas. No seu horário político e dos vereadores tem colocado pessoas da cidade para pedir votos. Foi uma iniciativa inovadora na campanha em Ponta Porã. O seu vice, advogado e empresário Luiz do Amaral – PMDB - tem caminhado muito pelos quatro cantos da cidade, às vezes em reuniões com o Álvaro, às vezes em companhia de coordenadores e candidatos a vereadores. Mas tem andado muito mesmo, parece até um “gurizinho” cheio de gás. Em suas metas caso seja eleita, a dupla Álvaro/Luiz dizem que vão trabalhar muito para que as pessoas tenham mais acesso á saúde, o que criaria uma condição de vida mais saudável e tranqüila para os munícipes.

LUDIMAR NOVAIS

Contrariando o que escrevemos neste espaço algum tempo atrás, o senador galã Delcídio do Amaral – PT - esteve na última sexta-feira em Ponta Porã e subiu no palanque armado na região do grande Marambaia. Disse que é amigo do atual prefeito e que como ele não é candidato, sente-se à vontade para apoiar alguém que não é ligado ao paço municipal: neste caso Ludimar Novais – PPS - e sua vice Sônia Cintas - PT. No comício, disse que empenhou muitas emendas e continuará fazendo por Ponta Porã. Delcídio não se fez de rogado e soltou o verbo no comício, deixando a entender que se tudo der certo deve mesmo disputar o governo do estado em 2014.

HÉLIO PELUFFO

Em meio a um tratamento de saúde que tem lhe roubado tempo na campanha, o candidato do PSDB Hélio Peluffo Filho ainda tem que arrumar tempo para contornar alguns empecilhos de sua campanha, como a cassação do mandato de sua companheira de chapa Lourdes Monteiro – PTB – que deverá entregar o cargo de vereadora amanhã para o seu sucessor. Como vereadora, até formação com o partido tucano, a vereadora tinha um posicionamento considerado por muitos de oposição a atual administração. Mas tenho certeza, o Hélio não vai perder o foco e segue firme como sempre.

CONTAS

O que tem de gente andando com calculadora, lápis e papel debaixo do braço em Ponta Porã não esta no gibi. Cada contador, considerando o seu lado partidário, elabora contas, equações e outras soluções mirabolantes para que as suas contas sejam aceitas pelos ouvintes. É cada coisa que se ouve. Na verdade, no frigir dos ovos, o que se percebe é que alguns candidatos a vereador destoam dos demais pela estrutura nas ruas. Pesquisa, oficial mesmo, não temos conhecimento de nenhuma para o cargo legislativo. São até o dia sete de outubro, apenas hipóteses. Já ouvi falar até que tem alguns que não estão preocupados com estrutura agora e guardam tudo para gastar no dia. Entenderam né? Fala Sério, o povo está ficando esperto e a Justiça Eleitoral não está para brincadeira.

FACEBOOK

O site de relacionamento Face book virou um campo de batalha política. Lá, tem perfis que defendem ao extremo o seu candidato e não se importam muito com o que escrevem e a quem atacam. Cada um tem a liberdade de se expressar como quiser, mas deve-se tomar o cuidado de não escrever a esmo, sem conhecimento de causa. A parte gostosa da democracia é o embate, aquele sadio, que não ofende ninguém, onde o discurso pode até ser acalorado, mas ao final, as pessoas se cumprimentam e tudo termina de forma amistosa. Não vamos utilizar esta poderosa ferramenta para denegrir a imagem de ninguém, vamos utilizá-la para apresentar soluções para a nossa cidade, que tanto precisa.

AGRADECIMENTOS

Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial a Marily Pereira da Silva; Dr. Esnel Portes; Maíra Cunha; Maria Bonita Rodrigues George; Anacleta Godoy Dias; Dayana Freitagas, Deodato e Fernando Oliviera e Davi Mattos.

Obrigada. Semana que vem tem mais.

15 agosto, 2012

Falando Sério - 15 de agosto de 2012.


Para desatar o nó que atrapalha o crescimento do Brasil, a presidente Dilma Rousseff ouviu os vinte e oito maiores empresários do País e convocou uma força tarefa para discutir diariamente as sugestões. Resultado: hoje a presidente deve divulgar um plano que vai “privatizar” estradas e rodovias federais, porém, sem que entre dinheiro no caixa do governo. O lucro que seria auferido pelo Estado, deverá obrigatoriamente ser investido em melhorias dos sistemas de rodovias e ferrovias. O governo ainda concederá á iniciativa privada a oportunidade de administrar os cinco maiores aeroportos do País, nas mesmas condições: investir pesado na melhoria.
CRESCIMENTO
A presidente Dilma Rousseff é no mínimo ousada, encarando um dos maiores entraves ao crescimento brasileiro: a alta carga tributária. Só como exemplo, o Brasil produz a energia mais barata do mundo e quando ela chega ao consumidor final, está entre as mais caras do planeta. Para tentar corrigir estas distorções é que a equipe do governo deve anunciar nesta semana Plano Nacional de Logística Integrada. E a meta é que com o anúncio deste pacote, efetiva e definitivamente o Brasil passe a integrar o rol dos Países em desenvolvimento.
MÃO DE OBRA
Estudo divulgado pela Organização Internacional do Trabalho nesta semana concluiu aquilo que a grande maioria dos empresários do País já sabe: falta mão de obra qualificada no Brasil. E isso significa o óbvio: o mercado possui novas tecnologias, há empregos formais de sobra, porém a educação brasileira não evoluiu tanto assim. Há uma enorme discrepância entre fábricas modernas e os trabalhadores. Há no Brasil, 90,3 milhões de brasileiros aptos a trabalhar. 16% são considerados analfabetos funcionais, aqueles que embora saibam ler, não conseguem realizar operações matemáticas simples. É hora dos nossos governantes começarem a avaliar a necessidade de investir efetivamente na educação do nosso País.
OVO NELE
Conhecido no nosso Estado pela sua maneira peculiar de lidar com a contrariedade, o governador André Puccinelli foi a uma aldeia em Miranda na semana passada para participar de uma carreata em prol da campanha de Marlene Bossay – PMDB. Irritado com a cobrança dos índios a respeito do corte da bolsa alimentação, Puccinelli teria dito uma meia dúzia de palavrões aos presentes, que não se fizeram de rogados e atiraram ovos no governador, que rapidamente se abaixou e sobrou para o deputado Arroyo. Pensa na aldeia que pegou fogo. O governador deixou a comunidade muito, mas muito irritada bradando palavras impublicáveis.
CRÍTICA
Mesmo é a situação do município de Jaraguari, a pouco mais de 50 quilômetros de Campo Grande: na ultima segunda-feira, teve o fornecimento de energia suspenso pela concessionária por conta de uma dívida de mais de um milhão e meio de reais. Segundo o prefeito, o Município vive exclusivamente do Fundo de Participação dos Municípios, o FPM. Com arrecadação estimada em torno de um milhão por mês e a folha de pagamento girando na casa dos seiscentos mil reais, o prefeito foi curto e grosso: “Prefiro deixar de pagar a Enersul do que os meus funcionários!”.
AGRADECIMENTOS
 Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial ao Advogado Pedro Lima; Aurora Caffarena Junqueira; Lucimara Rodrigues Feil; Lucimara Marques; Rui Faustino; Ari Cavalcanti e aos aniversariantes: Ana Cristina Aquino (14/08); Samantha Gimenes (16/08) e Maria Elena Verão (17/08)
Obrigada. Semana que vem tem mais.          

25 julho, 2012

Falando Sério! 25 de julho de 2012


BLASFÊMIA
Familiares do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, acompanham a audiência das testemunhas de acusação do processo referente à Operação Monte Carlo, na qual o bicheiro Carlinhos Cachoeira foi preso no fim de fevereiro. O contraventor e mais sete são réus na ação penal.
Cercado por jornalistas, Tião Cachoeira defendeu o filho e falou que a Operação Monte Carlo é política.Perguntado se acreditava na inocência de Carlinhos, ele afirmou: "Inocência?! Ele é um Cristo. Vive sofrendo na mão desse povo, assim como Cristo na cruz", comparou.
ANDRÉ
O governador André Puccinelli ao que parece está literalmente brincando com os peemedebistas de Ponta Porã. Sabendo que o seu partido está indicando o vice em uma chapa, declara em jornais que apóia outra chapa. Ou ele realmente está brincando ou os partidários de Ponta Porã não merecem nenhum respeito mesmo. 
PESQUISA
Em Campo Grande, pesquisa divulgada pelo site Midiamax apontou que o candidato Alcides Bernal – PP -está com 32% das intenções de voto, enquanto que o queridinho do governador, Edson Giroto – PMDB -  está em segundo lugar com 22% das intenções de voto. O candidato do PT, Vander Loubet, está em terceiro lugar imaginem só, com 13%. Fala Sério.
FABIO TRAD
No início desta semana esta colunista esteve em Campo Grande fazendo uma visita ao deputado federal Fábio Trad. Com a sua educação costumeira, a conversa fluiu sobre vários temas, principalmente sobre política. Muito atento aos acontecimentos, conversamos inclusive sobre a sucessão na OAB. A conclusão é a mesma: Nossa classe nunca esteve tão desprestigiada. 
ESTRADA
Quem chega ou parte de Ponta Porã pela rodovia MS 164 é obrigado a passar pelo Assentamento Itamarati. Aí reside o problema: estrada em péssimas condições, com sucessivos remendos que provocaram diferença na altura do piso além de buraco pequeno pedindo licença para buraco grande. Não bastasse isso, tem animais de duas e quatro patas soltos na rodovia. Motocicletas com e sem luz, transitando na contramão, enfim, é uma loteria passar por lá sem estragar o veículo ou atropelar algum animal ou ser humano.
TRÂNSITO
Falando em trânsito, na semana foi aberto espaço para os três candidatos a prefeito de Ponta Porã para encaminharem seus projetos relacionados ao trânsito de Ponta Porã. Resultado: nenhum deles encaminhou nada. Fica a dúvida se eles não possuem projetos sobre o trânsito ou se não dão bola para a coluna Falando Sério.
 Quando comecei a escrever esta coluna em 2005, costumava brincar com o João Pissini (in memorian) que eu disputava apenas com a coluna da Dinorah Oliveira (protestos), mas o tempo foi passando e hoje sinto grande orgulho em saber que através dos dois jornais diários e da internet, alcançamos os mais diferentes seguimentos.

NOVA OPORTUNIDADE
Aos candidatos Hélio, Ludimar e Álvaro, através de suas assessorias, encaminharem de forma sucinta em 10 linhas no máximo, se possuem projeto para a melhoria do trânsito em Ponta Porã.  Meu candidato a vereador tem projeto para a reordenação do trânsito. Ele me disse que, no que se tratar de parada (estacionamento) e circulação (vai-e-vem) a competência é do Município. Inclusive, me convidou a ajudá-lo acrescentando as sugestões dos meus leitores. Valeu Nuno Gaeta  (23723), deixa pra mim.
AGRADECIMENTOS
 Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial a Nair Cabral;  Aracy Sanches; Araci Brum; Maria e Dinorah Oliveira; Maria Nely Insauralde; Sabrina Soares, Andressa Ruiz e Mirtes Rodrigues Paz.  Obrigada. Semana que vem tem mais.          

11 julho, 2012


JÁ COMEÇOU?
A espera pelas convenções partidárias de junho tinha por escopo a formação das alianças e consequentemente a largada da campanha. Mas até agora, nada. Pensem na campanha política fria que é essa. Uma ou outra reunião por aí, sem aquela empolgação. Adesivo então, só nas redes sociais e de forma irregular. Para quem esperava uma campanha fervorosa, nem morna está ainda. Vamos aguardar para ver se melhora.

ESTACIONAMENTO
A Polícia Militar bem que tem tentado, mas é praticamente impossível disciplinar os motociclistas para estacionarem em vagas próprias. Basta dar uma volta no perímetro central de Ponta Porã para ver que constantemente a PM adverte ou até mesmo reboca a motoca de algum “espertinho”. Mas vale lembrar, que já tem gente andando dentro da lei. Isso é bom.

FALANDO NISSO
O trânsito em Ponta Porã está cada vez pior. Conseguir andar pelo centro da cidade nos horários de “rush” é uma loucura. E os mal educados estão se proliferando nas ruas. Dá até medo, e o curioso é que a maioria se trata de motoristas estrangeiros. Adoram uma buzina e um palavrão. Fala sério.

BOATARIA
De sexta-feira para cá a indústria da boataria tem andado a mil por hora. Corre solto que, um coordenador de prefeitável teria “surtado” com a pressão e abandonado o barco. Nada disso: passou mal e ficou internado em observação, porém, segundo informado, já está de volta ao batente. O outro teria sido demitido. Também não é verdade. E assim vai a morna campanha de 2012.

PSB I
O destino do Partido Socialista Brasileiro – PSB – está parecido com enredo de novela: num dia a Justiça concede liminar para um presidente, no outro o Tribunal cassa a liminar. Num dia o PSB está com o grupo de Hélio Peluffo, no outro está com o grupo de Ludimar Novais. É bom eles se decidirem logo, pois, daqui a pouco o Álvaro Soares resolve entrar na briga pelo partido e aí sim é que vai ficar tudo indefinido mesmo.
PSB II
O pré-candidato a vereador Marcelino Nunes de Oliveira disse a esta colunista que seus advogados: Drs. Fábio Caffarena e agora Alfredo Ferreira estão tratando da questão do PSB la na capital. Na Justiça Eleitoral, os prazos são menores e as lides costumam serem julgadas bem mais rápido que o normal. Vamos aguardar. 
 CICLO DA VIDA
Ontem pela manhã foi sepultado o corpo de ex-prefeito de Ponta Porã e conselheiro aposentado do tribunal de contas de MS, Sr. Hélio Peluffo, pai do candidato a prefeito Hélio Peluffo Filho. Foram 97 anos de vida voltada à política e à família, mas chegou a hora da despedida. Meus sinceros pêsames aos familiares e ao Helinho que perdeu um grande General eleitoral que o amava muito e, talvez, já cansado pelo peso da idade e impossibilitado de lhe acompanhar nas caminhadas neste plano, optou por partir para o “andar de cima”, onde poderá lhe auxiliar melhor.
AGRADECIMENTOS
 Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial a aniversariante de ontem Grezziela Saldanha Sabino; Giovana Pissini; Neli Morais Dias; Sol Aquino; Felipe Akio Tsunada e Fabiane Salem. Obrigada. Semana que vem tem mais.          

04 julho, 2012

Falando Sério!


VALENDO
Pois é, passado o tão esperado dia 30 de junho, o cenário político em Ponta Porã não teve muitas mudanças. Algumas rasteiras pelo caminho, um partido que estava de um lado e foi para outro na última hora, presidente que realizava convenção e não era mais presidente e assim por diante. Por força dos tropeços, ao que tudo indica estão fora da disputa pela Câmara alguns nomes com boa densidade eleitoral para o legislativo. 
PR/PMDB
Álvaro Soares e Bruno Reichardt formam a dupla que disputa a eleição para prefeito e vice pelo PR e PMDB, respectivamente. Apesar de uma corrente do partido do Ulysses não concordar com a indicação do vice, até o deferimento das candidaturas será esta a dupla que disputará a eleição. Álvaro conseguiu aglutinar em torno de sua candidatura os partidos com maior expressão no cenário político nacional, a exceção do PT, é claro. A coordenação da campanha segundo ficamos sabendo está a cargo de Eduardo Campos – DEM – e Chico Gimenez – PMDB.
PPS/PT
Não chegou a ser uma surpresa, mas o fato do PT indicar o vice na chapa de Ludimar Novais espantou os mais desavisados. Para quem não esteve presente ou não se lembra, no lançamento da pré-candidatura do PPS, Caio Augusto do PSD era tido como vice e no seu discurso foi enfático, mandou o recado para o PT que estava tentando chegar: “Vão ter que me engolir”. De fato, o partido da estrela engoliu o moço e emplacou a vice: Sônia Cintas. Com isso, o PSD coliga na chapinha com o PPS na disputa para vereadores. A coordenação desta chapa está a cargo dos valentes Ricardo Zacarias e Daniel Marques.
PDT
Segundo a turma que “entende” de política, faltou diálogo com o PDT, do empresário Oscar Goldoni para que o partido acompanhasse o projeto do grupo de Álvaro Soares. O gaúcho de Anta Gorda não se fez de rogado e na convenção do PPS pegou o microfone agitou os presentes com seu discurso eloquente. O PDT participa do projeto, do grupo do Ludimar, na indicação de vereadores para a disputa.
OPOSIÇÃO?
Desde o início do mandato que termina este ano, a vereadora Lourdes Monteiro – PTB – tinha nos seus acalorados discursos, o tom da oposição. Assim foi enquanto era do Democratas e quando rumou para o partido do Getúlio. Agora, depois de ter abandonado (?) o projeto do PR e prevendo a dificuldade em fomentar uma candidatura própria, Lourdes não teve dúvidas: costurou aliança com PSDB e foi indicada vice do competente arquiteto, Hélio Peluffo Filho.
VEREADORES
O que teve de gente desistindo de se candidatar a vereador não está escrito. E nem os que tiveram o nome aprovado em convenção estão totalmente convictos de participar ativamente das eleições deste ano. A grande dúvida é com relação aos custos de campanha. Outro detalhe: os pré-candidatos a prefeito devem tomar muito cuidado para não privilegiar demais este ou aquele pretenso vereador em detrimento aos demais. Esta será uma eleição definida nos mínimos detalhes e o voto para o legislativo fará a diferença, ou não, para o executivo.
NÃO FOI
O presbítero Mozair do Carmo conheceu mais um pouco da política. Antes do dia 30 de junho, por várias vezes disse ao Pedro Zadyr que sua candidatura era certa e só Deus o tiraria da disputa. Pois é amigo Mozair, na política, a gente dorme com o projeto redondinho, mas muitas vezes acorda com ele todo bagunçado e não é por vontade de Deus não. É que os seres humanos estão cada vez mais perdendo a palavra e o resultado a gente vê na imprensa todos os dias. O PHS de Mozair do Carmo embarcou no projeto do PR e o presbítero disputa uma vaga na Câmara de Ponta Porã.
AGRADECIMENTOS
 Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial ao Paulo Insfrán Perciany; Andréia Moreno; Vanessa Nunes; Luiz Carlos Gonzalez; Michely Rocio Rolon Ledesma; Wilson Larroque e Raquel de Leon. Obrigada. Semana que vem tem mais.          

20 junho, 2012

Falando Sério - 20 de junho/2012


GRÉCIA
A Crise na Grécia parece não ter fim e está estremecendo todas as economias em torno da zona do euro e pelo mundo afora. Com apenas dois bilhões de dólares em caixa, os laboratórios fabricantes de medicamentos não querem vender para o governo se não for à vista. Para tentar amenizar a crise, o governo deve fazer cortes dolorosos e nada agradáveis. É a tentativa de salvar o país da falência e o conseqüente efeito cascata.
INSEGURANÇA PÚBLICA I
Os comerciantes brasileiros, que trabalham com a venda de bebidas e lanches no período noturno, estão á mercê de assaltantes. Já houve dias em que foi feito um verdadeiro arrastão na Avenida Brasil. É melhor alguma autoridade competente tomar as devidas providências, antes que fique pior do que está.
INSEGURANÇA PÚBLICA II
Sinceramente, acredito que não tem como piorar, principalmente pelo fato de um freguês ter sido assaltado às 23h em um determinado bar e arrasado decidiu beber em outro lugar quando chegou o mesmo assaltante e lhe deu um safanão e uma tremenda bronca, desta feita deixando a vitima sem camisa e sem sapatos e bem avisado que já era hora de estar em casa, “ou não aprendeu ainda?”. O cara além de ser assaltado duas vezes na mesma noite, ainda levar uma “bronca” do marginal. Aí fica difícil!
LIXO
Moradores da região do grande Marambaia estão reclamando muito da secretaria de obras e infraestrutura, responsável pela coleta de lixo na cidade. È que a algum tempo atrás a coleta era feita duas vezes por semana e curiosamente, nas últimas, é feita apenas no sábado. Outra reclamação é que o caminhão de coleta sobe por uma rua e desce pela outra, contudo, a coleta não é feita nas transversais. A não ser que o morador acorde cedinho e saia correndo atrás do caminhão e peça “gentilmente” que coletem o seu lixo. Fala Sério!
POLÍTICA
O que teve gente dando informação “quente” a respeito da sucessão municipal durante este fim de semana não está escrito. Por conta das convenções partidárias e as conversações sobre coligações majoritárias e proporcionais, vamos dar um tempo no tema, aguardar que tudo seja definido e posto em pratos limpos. É uma forma de respeitar a inteligência do eleitor. E a minha também.
TRÂNSITO
Já faz um tempo que a Coluna Falando Sério vem abordando o assunto trânsito, porém, a cada dia que passa fica pior. Para quem tem que transitar nos horários de pico, é o fim do mundo. Um leitor me disse que, para ir da área central até o grande Marambaia, dia desses, levou vinte e cinco minutos. Era fim de tarde, transito de caminhões pesados, uma infinidade de motos e mais a saída de duas escolas pelo caminho. Segundo o leitor, tem que ter muita paciência para não ser mal educado no transito de Ponta Porã. Verdade, direção defensiva hoje e sempre.
SERÁ QUE PODE?
A gerente de um grande grupo empresarial paraguaio, de nome Tânia, resolveu mudar o marco divisório em frente ao seu estabelecimento, "un poco mas adelante”, para melhorar o acesso dos clientes no estacionamento. Chamou o pessoal da força e simplesmente derrubou o marco que divide Brasil e Paraguai. É muita falta de bom senso e/ou inteligência em uma pessoa só. Já pensou se fosse fácil “comer” cinco metros pra cá e pra lá?. Até teve autoridade que tentou intervir, mas já era tarde demais. Agora, como fica o marco destruído? No Brasil pode ser enquadrado como crime contra o patrimônio da União. No Paraguai? Bem, melhor não comentar.
AGRADECIMENTOS
 Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial ao João Caetano, filhão da minha amiga Sandra Montiel Borba; Silvia Regina, competente funcionária do PAB da Caixa Econômica, na Prefeitura; Hedy Magalhães e Rosinha Mendes Gonçalves. Obrigada. Semana que vem tem mais.          

Rio + 20 , planejando o futuro, para mundo melhor.

Diariamente convivemos com questões importantíssimas, sobre a consciência ambiental e o desenvolvimento sustentável. A mídia noticia e alerta, as Ongs protestam e cobram, e o poder público até tenta se adequar a todas as questões relativas a estes temas, tão importantes para a vida de todos os seres. Mas o que ainda vemos, é uma sociedade que caminha a passos lentos para essas realidades tão importantes.

Em minha graduação em economia, aprendi que as necessidades humanas são ilimitadas, e nossos recursos contrariamente, são limitados. E o que fazer diante desta controvérsia?

É pensando nisto que a Organização das Nações Unidas, mais uma vez reuni o mundo, para tratar e alertar a população mundial. Vinte anos após a Eco 92, convenção realizada também no Rio de Janeiro, os lideres de todo mundo novamente se reúnem na cidade maravilhosa, para mais uma vez tentar salvar o mundo e o futuro das gerações humanas na terra.

Mas, como garantir a todas as pessoas do planeta, uma vida digna e com o acesso aos chamados bens básicos, como água, alimentos e energia, sem comprometer o bem estar das gerações futuras?

É tentando responder esta pergunta, que diplomatas e chefes de estado de 193 países estão reunidos na chamada, Rio + 20. Nesta conferência os países, tentarão negociar um acordo mútuo, que orientará a forma de como será o desenvolvimento mundial nas próximas décadas, pautados no desenvolvimento sustentável. 
 
A intenção da Rio + 20, é que tudo isto esteja em uma sintonia, afim de se criar uma Economia Verde Mundial. Uma forma de crescimento mundial, sem destruir o planeta. Os temas como produção de alimentos, desenvolvimento socioeconômico das cidades, produção de energias, abastecimento de água, desastres ambientais, oceano como fonte de transporte e captação de alimentos e a tão sonhada economia verde mundial, são os principais pontos as serem discutidos.

A ONU, tem por obrigação cobrar e fiscalizar se os países estão cumprindo todos os acordos firmados nesta convenção. É ai que bicho pega! Já se sabe que boa parte dos acordos firmados a 20 anos atrás na Eco 92, foram abandonados ou não cumpridos. Muitos países simplesmente ignoram os acordos quando é necessário, “botar a mão no bolso” para se adequar a tão sonhada economia verde. 
 
Na Rio + 20, não tem sido diferente. Principalmente os países europeus, que estão dificultando os acordos, pois temem que algumas medidas possam afetar e agravar ainda mais suas economias, que na atual conjuntura não estão nada saudáveis. Outra dificuldade grande para que toda esta questão do desenvolvimento sustentável, é a educação ambiental de cada cidadão. Não acontecerá mudança alguma, se nós continuarmos com os péssimos hábitos relacionados a esta questão, é hora de atentarmos que o futuro do nosso planeta depende muito de cada pessoa.

Portanto, antes de jogar aquele lixo no chão, de gastar água sem necessidade e tantos outros maus hábitos que temos, é preciso pensar que toda esta mobilização mundial depende também de cada um que vive no planeta, ou seja eu, você e todo mundo.

João Caetano - Músico/Compositor,
Conselheiro municipal de cultura,
Ativista do Greenpeace ,
líder da banda Surfistas de Trem,
Economista e colaborador do JR.

Comente, critique, opine !!!
Não se cale, pois quem cala consente.
E-mail: surfdetrem@yahoo.com.br

13 junho, 2012

PAULO ROCARO - 4 meses


PT I
O Partido dos Trabalhadores, por meio de seu símbolo maior quer tirar do seu curriculum o maior escândalo de corrupção já visto na história deste País: o Mensalão. Para tentar livrar seus “companheiros” vale tudo: o partido tem um “esquema” organizado de ataques a pessoas ilibadas, à imprensa e a qualquer um que esteja em seu caminho. Para nossa alegria, as investidas do Lula não colaram e o maior esquema de corrupção ativa e passiva do Brasil será julgado sim, este ano.

PT II

Aqui em Ponta Porã, o partido da estrela realizou uma convenção no domingo, onde ficou pré-acertado que as professoras Sônia Cintas e Denize Oliveira são pré- candidatas pelo partido. Também ficou resolvido que o empresário Paulo Benites é o suplente, caso nenhuma das duas dispute a eleição. A realidade é que Sônia e Denize não aceitam ser vice de ninguém. Já o Paulinho Benites, topa o desafio.

RAPIDEZ
Ao comentar o andamento do processo relativo à Operação Vintém, a ministra do STF (Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia, disse que vai priorizar os julgamentos de todos os processos que envolvem candidatos, como é o caso da Ação Penal 605 (Operação Vintém). A afirmação da ministra aconteceu durante breve audiência pública com o ex-deputado estadual, Semy Ferraz. Ele esteve no STF, no dia 24 de maio, com o objetivo de saber sobre as providências que estão sendo tomadas em relação ao desaparecimento das principais gravações do processo.
Nas gravações, existem diálogos interceptados pela Polícia Federal, em 29 de setembro de 2006, entre Edson Giroto, Edmilson Rosa, Mirched Jafar Júnior e André Puccinelli Filho. Na ocasião eles comentavam sobre a colocação de notas de R$ 20, grampeadas em “santinhos” políticos do então candidato a reeleição a deputado estadual pelo PT, Semy Ferraz. O procurador Geral da Republica, Roberto Gurgel, denunciou Giroto ao STF como “mentor” da Operação Vintém, a qual acusa os envolvidos em crime de Denunciação Caluniosa.
ANDRÉ PUCCINELLI
O deputado federal Filipe Pereira (PSC/RJ), protocolou na CPI do Cachoeira o pedido de convocação nº 491/12, endereçado ao governador do MS, André Puccinelli, para que informe aos deputados e senadores da Comissão tudo o que sabe sobre as atividades da Delta no MS. Os termos da convocação são duros. “A empreiteira Delta Construções, empresa ligada ao Sr. Carlinho Cachoeira tem milhões em negócios em Mato Grosso do Sul em obras estaduais, federais e licitações e de prestação de serviços. O Tribunal de Contas da União já apontou pelo menos três obras em rodovias federais com falhas, que poderão ser questionadas por conta da qualidade de serviços prestados. A empresa também teria tentado “comprar editais” com propinas no Estado”, assegurou o parlamentar.E concluiu: “Desse modo, a convocação do Governador do Estado do Mato Grosso do Sul, Sr. André Puccinelli, se faz de extrema importância para que tais fatos sejam esclarecidos”. O pedido foi efetuado no último dia 30 de maio e ainda depende de aprovação da CPI.

RESPOSTA
Questionado sobre a convocação para depor na CPI do Cachoeira, o governador André Puccinelli mandou que a comissão fosse falar com banco internacional que fomentou as obras – o BIRD. Esse é o nosso governador, no seu melhor estilo, sempre dando orgulho de ser o representante maior do nosso Estado. Credo.

PAULO ROCARO
Exatamente hoje, 13 de junho, faz quatro meses que o Jornalista e Editor do Jornal da Praça, Paulo Rocaro foi covardemente assassinado. A Secretaria de Segurança Pública e a Polícia Civil haviam prometido solucionar o caso no mês passado. De repente houve um silêncio ensurdecedor sobre o assassinato do Paulo Rocaro. A sociedade pontaporanense e do nosso Estado está à espera de uma solução para o caso, com todos os rigores da Lei.

AGRADECIMENTOS
 Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna, em especial a Maria Bonita Rodrigues Georges, que faz aniversário dia 16/06; Carina e Karolayne Todescato; Rodrigo Antunes e ao procurador adjunto Rodrigo de Oliveira Ferreira. Semana que vem tem mais.
Ocorreu um erro neste gadget
Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste gadget