14 junho, 2011

DENUNCIADO


O ex-governador do Distrito Federal e ex-senador Joaquim Roriz foi denunciado pelo Ministério Público como chefe de um esquema de corrupção no Banco Regional de Brasília (BRB). Conforme a denúncia, Roriz teria usado o Banco para desviar recursos públicos e lavar dinheiro.

Uma das ações aponta a acusação, teria sido a renegociação da dívida com a construtora WRJ Engenharia. A empresa teria feito empréstimos no banco para construir o prédio Residencial Monet, em Águas Claras, em troca da doação de 12 apartamentos para as filhas de Joaquim Roriz.

WIKILIAKS

O presidente do Senado do José Sarney disse que a manutenção de segredo eternamente evita que feridas sejam abertas com relação aos países vizinhos. Em entrevista ao G1, ele disse; “Defendo a abertura recente de documentos, agora, os documentos históricos que fazem parte da nossa história diplomática, da nossa história do Brasil, que tenham articulações como Rio Branco teve que fazer muitas vezes, não podemos revelar esses documentos se não vamos abrir feridas”, afirmou Sarney. Sem comentários.

DIFÍCIL

A deputada federal Jaqueline Roriz está dando um baile na Polícia Federal. Acontece que a parlamentar possui foro privilegiado e, por isso, tem resistido em marcar a data e lugar para ser ouvida no processo em que é ré. A Polícia Federal pediu ao relator do processo que retire a prerrogativa dela para poder dar prosseguimento ao feito. O relator ainda não decidiu sobre o pedido. Essa deputada não é brincadeira não. Também, filhinha de peixe....

ANDOU

O processo em que o governador André Puccinelli e o deputado federal Edson Giroto são réus por supostamente abrir uma empresa em nome de garis da prefeitura de Campo Grande deu um importante passo esta semana: a Justiça Federal de Campo Grande encaminhou o processo para o Tribunal Regional Federal em São Paulo, quase oito anos após as denúncias. As investigações e depoimentos ainda apontaram que grande parte do dinheiro desviado era supostamente utilizada nas campanhas André Puccinelli. Credo.

TRÂNSITO

Há várias semanas tenho dedicado espaço na Coluna Falando Sério para abordar o tema: trânsito. Estive conversando com o empresário Luiz Gaúna a respeito do problema sério que acomete a nossa cidade no que tange à circulação e estacionamento de veículos, ou seja, o caos no transito fronteiriço. O Gaúna se posiciona absolutamente favorável à cobrança da taxa de estacionamento e diz que poderia girar em torno de R$ 10,00 mensais. Outra modificação apontada pelo empresário é o sentido único na Avenida Brasil e na Marechal Floriano(também sugerido por esta colunista).



Questionei o Luís Gaúna sobre o número de veículos de sua propriedade e de seus funcionários (06) que ocupam quase uma quadra de estacionamento e ele prontamente me disse que já está providenciando para que se faça um rodízio através de caronas entre os funcionários.

TRÂNSITO II

Outro que se diz favorável à cobrança de taxa de estacionamento é o empresário Genildo Rossini. “Se nós pagamos essa taxa em várias cidades, inclusive em Campo Grande, então porque os turistas e os próprios munícipes não paguem também”, argumenta.

Já o secretário de Infraestrutura Hélio Peluffo Filho, entende que é melhor aguardar que fique pronta a revitalização da Linha internacional para que se terceirize os estacionamentos. Seja o que for que aconteça ou que seja decidido, precisamos sair da discussão e partir para a ação.

AGRADECIMENTOS

Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna, em especial a minha amiga Geize Marques, Beth Beuteflleur e aos aniversariantes: Norma Oliveira, hoje (15); artista plástica e ambientalista Maria Bonita Rodrigues Georges que comemora juntamente com o neto Jamil Georges; a advogada Maria Ivone Mascarenhas Robaldo (16/06) e Sandra Freitas, empresário Cesar Scolari, que troca de idade dia 17 e Dra. Sabrina Soares dia (20/06). Obrigada. Semana que vem tem mais.
Ocorreu um erro neste gadget
Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste gadget