31 julho, 2010


DILMA
Famosa por fugir dos debates. A candidata petista Dilma Rousseff, está se preparando para enfrentar seus adversários. Além de longas conversas com Lulla, a poderosa buscou munição sobre temas importantes com José Gomes Temporão (Saúde) e Luiz Paulo Barreto (Justiça). Também já passaram pela "sabatina" Fernando Haddad (Educação) e Guilherme Cassel (Desenvolvimento Agrário). Vamos ver se ela aprende alguma coisa.


ENQUANTO ISSO

A coligação de Dilma se esforça para não virar a página a respeito daquele assunto que Indio da Costa (o vice maluquinho de Serra) afirma que "todo mundo sabe que o PT é ligado as Farc, ligado ao narcotráfico, ligado ao que há de pior.", e encaminhou uma notificação extrajudicial à Folha de São Paulo, exigindo que o video seja retirado do portal. De acordo com o jornal, o vídeo não sairá do site pois o pedido não se ampara em decisão judicial.

Não tira do ar porque de acordo com a Folha, o PT protocolou representação no TSE, requerendo que a Justiça Eleitoral determinasse a desativação do link que apresenta o vídeo. E, que ao julgar a ação, o ministro Henrique Neves concedera direito de resposta à coligação de Dilma no portal de campanha de Serra, o "Mobiliza PSDB". Porém, no mesmo despacho, o ministro indeferira a parte da petição que se referia à Folha.Com.

Posteriormente, Henrique Neves voltou atrás quanto ao direito de resposta que havia concedido à coligação governista, alegando que o PSDB recorrera da decisão. E preferiu transferir a palavra final para o plenário do TSE, que volta a se reunir a partir de 2 de agosto. É isso ai, censurar a imprensa é o que o Partido do Governo sabe melhor fazer.

NÃO SAI DO AR


De acordo com Luis Francisco Carvalho Filho, advogado da Folha, o documento dirigido ao jornal, tem como justificativa os argumentos sem nexo de que o vídeo contém "graves ofensas" ao PT e que as declarações de Índio tem "claro cunho danoso, com consequencias para o pleito". O advogado afirmou que: "O jornal e o site não estão fazendo campanha, estão simplesmente informando o leitor a respeito de algo que ocorreu".

REAÇÃO

A Folha reagiu esclarecendo que melhor faria o PT se escalasse um de seus quadros para responder de forma convincente às acusações de Índio. Diria, a plenos pulmões, algo assim: O partido já cultivou laços ideológicos com as Farc. Hoje, renega a guerrilha, rendida à prática de crimes hediondos e financiada pelo comércio de cocaína.
Curiosamente, o PT prefere brigar com a notícia velha a produzir uma página nova.


INFIDELIDADE
Dois militantes do PMDB não estão nada contentes com a decisão do senador Valter Pereira em apoiar a candidatura petista. Eles defendem que o partido deveria dar um "puxão de orelhas", com um tipo de sanção moral ao senador. Já Carlos Marun, defende que o ato praticado por Valter caracteriza uma "infidelidade", mas que ninguém do partido vai perder tempo com ele (Valter). Mas que é estranho um peemedebista apoiar um petista aqui no Estado, isso é.

CAMPANHA ELEITORAL
Nunca vimos uma campanha eleitoral tão morna como esta de 2010. Parece que os candidatos estão esperando o resultado das inúmeras impugnações para finalmente colocarem o bloco na rua. Aqui em Ponta Porã, o frio deve ter espantado um pouco os prata da casa e os paraquedistas. Vamos aguardar.

Ocorreu um erro neste gadget
Pesquisa personalizada

TeleMessage SMS Sender