19 agosto, 2008

FALANDO SÉRIO

FALANDO SÉRIO

Embora esta colunista busque sempre falar sério com seus leitores, a verdade é que a vida não deve ser levada tão a sério. Por isso escolhi a foto sorridente que um leitor diz não combinar com o titulo da coluna, mas falando sério, nesse retrato do não menos famoso Lécio Aguilera sei que pareço ter 39 em vez de 41 anos, graças ao "bendito photoshop", assim vamos continuar falando sério, mas sorrindo na foto.

PROPAGANDA ELEITORAL

Dá para entregar brindes aos eleitores? A resposta é NÃO, estão proibidas a confecção e distribuição de quaisquer materiais que indiquem vantagem ao eleitor. Cestas básicas pode? Lógico que NÃO. É crime eleitoral.

Mas e quem trabalha como cabo eleitoral pode usar camiseta com a estampa do candidato?

Não. A única camiseta que pode ser usada por quem trabalhar na campanha é a camiseta com a sigla do partido. Não pode haver número algum nela, pois se aparecer o número, estará caracterizada a propaganda.

TERRAS INDIGENAS

Jorge Ben ou Jorge Benjor compôs uma música que fez sucesso nos anos 80 através da cantora Baby Consuelo ou Baby do Brasil, dizia assim: "Antes que o homem aqui chegasse. Às Terras Brasileiras eram habitadas e amadas por mais de 3 milhões de índios.
Proprietários felizes da Terra Brasilis. Pois todo dia era dia de índio.Todo dia era dia de índio."
Fala Sério.

De acordo com a FUNAI, hoje no Brasil, vivem cerca de 460 mil índios, distribuídos entre 225 sociedades indígenas, que perfazem cerca de 0,25% da população brasileira. Mas mesmo assim ela, a FUNAI entende que toda a terra fértil e produtiva de Mato Grosso do Sul, pertence aos índios. Nada tenho contra eles, mas bem disse Ney Magalhães, em seu artigo intitulado Terrorismo: "Esse atentado de expropriação das Terras é assim um Ato autoritário e Terrorista. Tenho certeza que vamos ganhar esta causa no Supremo Tribunal Federal, porem o estrago em nossa Economia e Desenvolvimento já foi feito e é irreversível. Poderemos retornar a normalidade somente quando elegermos governantes Nacionalistas." Esse artigo está publicado no meu blog, vale a pena ler.

APOSENTADO

Deu na coluna do meu amigo Marco Eusébio, que "Confirmando rumores que circulam há pelo menos dois meses nos meios políticos da Capital de MS: André Puccinelli afirmou, em alto e bom som, durante ato de assinatura de convênios assegura mobília para escolas de 5 municípios neste início de semana na Governadoria, que não disputará a reeleição. "Quero concluir meu mandato e ir pra casa cuidar dos netos", disse. Os mesmos rumores, agora parcialmente confirmados, dão conta de que o nome do italiano para sua sucessão é o seu fiel escudeiro fazedor de obras Edson Girotto."

Rumores são rumores, mas se existe um fundo de verdade com relação ao sucessor de André, que é contra reeleição, acho que o próximo governador se chama Carlos Marun, esse sim, grande fazedor de obras. Basta dar uma olhada em Campo Grande, os bairros asfaltados e interligados graças à competência do gaúcho.

VEREADORES

Ontem começou a propaganda eleitoral, até que está bonitinha. Os candidatos apresentando suas propostas. Mas nos bairros, em vez de apresentar propostas tem candidato fazendo feio, falando mal dos concorrentes para tentar subir no conceito popular, como se isso fosse possível. Uns falam que determinado candidato é velho demais, outros que é muito novo e outras coisas que não dá pra escrever aqui. Os eleitores não são bobos e detestam esse tipo de coisa. Ta dado o recado.

AGRADECIMENTOS

Agradecemos aos leitores que são a razão do sucesso desta coluna em especial a advogada Nelídia Benites que desenvolve excelente trabalho à frente da CAAMS/PP (Caixa de Assistência aos Advogados de Mato Grosso Sul nesta Subseção); Samantha Gimenez aniversariante do dia 16 e ao Pedro Reynaldo que aguarda a chegada de seu primeiro filho para setembro.

E NÃO ESQUEÇAM QUERIDOS LEITORES

A luta é árdua, mas nós formadores de opinião temos a obrigação de alertar os eleitores para que não vendam seus votos. Sejamos dignos e éticos. Denunciem a compra de votos através dos telefones 3431-3331/ 3431-3864 e 3431-1375.

Não venda seu voto, mas se resolver vender, não entregue o produto.

Obrigada. Semana que vem tem mais.

Comente esta coluna na internet através do blog: http://www.faloserio.blogspot.com, do www.mercosulnews.com e do www.pontanews.com.br E-mail: elizjpp@hotmail.com.

TERRORISMO

*R Ney Magalhães
As Portarias Demarcatórias editadas pela FUNAI afrontam a PAZ, pois trouxeram a instabilidade social e econômica para nossa Região.
Esta Opinião é defendida pelo Membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB, Dr. Lairson Palermo. Ele defende o direito de mais terras para os Índios, porem que o Trabalho não seja feito apenas pela FUNAI, mas com outro instrumento formado por um Grupo representativo do Governo e da Sociedade Civil.


Com ênfase defende a extinção da FUNAI, "por ser um entulho autoritário".
Nos últimos dias ao lermos os Jornais ou abrirmos um "site", certamente nos deparamos com noticias sobre a Demarcação das Terras Indígenas na Faixa de Fronteiras entre o Paraguay e Mato Grosso do Sul. Este Ato Terrorista oficial que é repudiado pela sociedade civil sul-matogrossense vem causando grandes prejuízos econômicos para a Região. As grandes Empresas Comerciais incluindo-se as Cooperativas estão com seus projetos de expansão totalmente paralisados.

No varejo observamos que até os pequenos investidores ou empresários estagnaram seus trabalhos. A ameaça de "expropriações" é concreta e perigosamente real. Isso significa que as terras demarcadas serão simplesmente tomadas e confiscadas pelo Governo Federal, que promete pagar apenas as Benfeitorias existentes em Títulos da Divida Publica, e que já vêm desvalorizados pela metade.

Esta realidade já é verdadeiramente conhecida e comprovada pela comunidade do Município de Amambaí. A expropriação das Terras do senhor Jóta Moraes, do Egidio Bruno, Valdir Engell, Arco l, Ângelo Fantin realizadas ainda no Governo Collor e passando pelo FHC, antes eram propriedades modelos. O Valdir produzia Sementes de alta tecnologia alem de possuir Reservas Florestais com exploração racional de Apicultura. O Bruno era um grande produtor de Bovinos, contribuindo ICMS para o desenvolvimento estadual. O confinamento praticado pelo Fantin e pela Arco l eram exemplo de produtividade.

Foram criminosamente expulsos de Amambaí e do sistema produtivo de alimentos.

Essas propriedades rurais foram sucateadas e hoje recebem apenas alguns Ranchos com poucos Índios trazidos de localidades distantes do Estado.

E infelizmente ali não se produz nem os alimentos necessários para a subsistência dos novos ocupantes que certamente são alimentados pelas modernas "cestas básicas".

O Sindicato Rural e a Associação Comercial e Industrial estão trabalhando com a Sociedade para conscientizar a todos sobre esses Atos Terroristas que estão implantando nestas fronteiras. Devemos aqui anotar os esforços do Governador André Pucinelli e do Presidente da Assembléia, Deputado Jerson Domingues que juntamente com a FAMASUL enfaticamente vem defendendo os produtores rurais dos vinte e seis Municípios atingidos.

Grupos de Trabalho estão realizando levantamentos e demarcações de Terra, elaborando relatórios. Prevendo também receber contestações à área delimitada.

Deus queira que não aconteça o primeiro Tiro, até porque os produtores já foram todos desarmados, e assim serão as primeiras vítimas. Os Invasores e seus comparsas devem possuir armas, pois estão em missão "oficial". Afirmam os agressores de nossa tranqüilidade que esses levantamentos e constatações vão ser levados para análise do Ministério da Justiça que dará o Parecer final. E finalmente será definida a Terra Indígena e elaborado o Decreto da homologação.

A Terra será então Registrada como Indígena. A ultima etapa visa a retirada dos ocupantes " não índios". Os que forem julgados ocupantes de boa fé terão as possíveis Benfeitorias indenizadas. Esses não índios serão então reassentados pelo INCRA.

Amambai que outrora já foi chamada e conhecida como Patrimônio da União acredito que vai lutar com todas as forças vivas da Sociedade par evitar o agravamento do caos que está sendo implantado por esses maus Governantes entreguistas, que mancomunados com ONGs de Países ricos do chamado Primeiro Mundo querem novamente colonizar o Brasil.

Amambai definitivamente não é mais Patrimônio da União. Aqui todos, indistintamente compraram as terras onde trabalham e nelas produzem alimentos e riquezas para o Pais.

Todas as Terras possuem a Cadeia Dominial até Centenária, e estão constitucionalmente Registradas e Matriculadas no Cartório. Foi cumprida a exigência da Ratificação dos Títulos de Propriedade e preservam-se as Reservas Florestais Permanentes. Estamos, portanto dentro da Lei.

Esse atentado de expropriação das Terras é assim um Ato autoritário e Terrorista. Tenho certeza que vamos ganhar esta causa no Supremo Tribunal Federal, porem o estrago em nossa Economia e Desenvolvimento já foi feito e é irreversível. Poderemos retornar a normalidade somente quando elegermos governantes Nacionalistas.

*Um dos Fundadores da FAMASUL

Fundador do Sindicato Rural de Amambai

Por enquanto...produtor rural.

Ocorreu um erro neste gadget
Pesquisa personalizada

TeleMessage SMS Sender