23 outubro, 2009

CPI
O péssimo exemplo dado por uma ala do Movimento dos Sem Terra, quando invadiram uma área produtiva depredando e saqueando quase tudo que achavam pela frente rendeu nesta semana. Foi criada a CPI do MST para investigar por exemplo doações feitas ao movimento que financiam a balbúrdia e o caos. Como sempre a base governista tem maioria e deve conduzir a CPI da maneira que Lulla quiser. Que pena.

LULLA
Em ano pré eleitoral, o nosso representante maior tirou “umas férias”, ou melhor, foi fazer campanha pelo Rio São Francisco para ver se emplaca a super poderosa ministra Dilma Rousseff. Recentes pesquisas divulgadas dão conta que tucano José Serra está bem a frente do segundo colocado. Dilma, aliás, está a todo o vapor com as obras do PAC, que muito provavelmente serão inauguradas no próximo ano e garantirão a ela ao menos um bom discurso.

COMPROMISSO
Confirmou-se nesta semana o compromisso entre PT e o PMDB para composição política na disputa pela presidência ano que vem. Em estados como a Bahia e o Mato Grosso do Sul, no entanto, o PMDB afirmou que respeitará as diferenças, propondo inclusive dois palanques: um para o presidente do PT e outro para o vice do PMDB. Talvez pouca gente entenda de política para digerir essa aliança. O partido do Ulysses Guimarães é uma das maiores bancadas das duas Casas Legislativas, possui governadores, senadores e é organizado na maioria dos municípios, bem que poderia lançar candidatura própria.

FALÁCIAS
E para encerrar, o presidente Lulla soltou mais uma de suas pérolas políticas: “Se Jesus Cristo governasse o Brasil e Judas tivesse a votação num partido qualquer, Jesus teria de chamar Judas para fazer uma coalizão”. Elle bem que poderia ter usado outra metáfora, como a do Lobo Mau. Isso acontece porque estamos permitindo que os nossos representantes fiquem à vontade para agirem deliberadamente em interesse próprio, desprezando qualquer tipo de manifestação contrária aos seus propósitos. Dá vontade de escrever um palavrão!

OAB
A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso do Sul, através de seu presidente Fábio Trad lembrou de muitas conquistas de sua gestão. Uma das mais importantes é a emissão do alvará para levantamento de valores em nome do advogado com procuração nos autos, que corrigiu uma distorção existente. Fábio aponta ainda a redução do ISSQN para as sociedades de advogados e o fim do recolhimento de custas nas ações de advogados contra a Fazenda Pública entre outras conquistas. Só não vê quem não quer.

PARALISAÇÃO
Várias prefeituras, entre elas Ponta Porã, fizeram um manifesto ontem por conta da queda na arrecadação. O ato contou com prefeitos dos setenta e oito municípios do Estado e foi organizado pela ASSOMASUL. Os prefeitos estão preocupados, pois, com a arrecadação a menor, haverá em pelo menos vinte cidades atraso no décimo terceiro. Por aqui o prefeito disse que está fazendo de tudo para garantir o dindin no bolso dos funcionários no fim do ano. Que bom.

AGRADECIMENTOS
Agradeço aos meus leitores que são a razão do sucesso desta coluna, em especial à empresária Rosana Magalhães, aniversariante do próximo dia 26; Ao diretor da FUNCESPP Adir Teixeira. Obrigada. Semana que vem tem mais.
Colaboração: Pedro Zadyr

Ocorreu um erro neste gadget
Pesquisa personalizada

TeleMessage SMS Sender