14 agosto, 2007

Falando Sério de 15 de agosto

CPMF

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara votou nesta terça-feira (14) o projeto do governo que prorroga a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) até 2011. Depois de aprovado na CCJ, o projeto ainda vai continuar tramitando na Câmara e no Senado até aprovação definitiva. Hoje a CPMF é de 0,38% sobre as movimentações bancárias. O dinheiro vai para o caixa do governo federal, que destina os recursos para Saúde, Previdência e Fundo de Combate à Pobreza.

A dita CPMF, que veio só para passar uma “chuva” continua aí, firme, forte e fazendo o governo Lulla passar apertado para conseguir a sua aprovação e em conseqüência honrar os seus acordos partidários.

HIPOCRISIA

Quando não estava no poder, o Partido dos Trabalhadores vivia bradando aos ventos que era preciso enxugar a máquina pública. Digo isso porque o Presidente da Câmara, Deputado Arlindo Chinaglia (PT), pretende encaminhar nos próximos dias a votação de um grande “trem da alegria”. São duas propostas de emenda à Constituição podem dar estabilidade a 60 mil servidores não concursados e efetivar 200 mil funcionários temporários mais um número indefinido de trabalhadores requisitados de estados e municípios para a esfera federal.

Não resta dúvida que o concurso é o melhor caminho para ingressar no serviço público, pois é necessário muito estudo e preparação. O que chama atenção é a justificativa dos deputados de que isso não irá custar nada aos cofres públicos. É muita hipocrisia.

FOGO AMIGO

Os bombeiros estão prontos para entrar em ação no Parque dos Poderes. É que o Governador e o Deputado Marcos Trad, ambos do PMDB resolveram bater boca via imprensa. O motivo é a tentativa de acordo para a redução da tarifa de energia proposta pela CPI da Enersul. O governador disse que dará uma medalha aos deputados se eles conseguirem reduzir o preço da tarifa. Já Marquinhos disse que os deputados estão empenhados em conseguir a tal redução e fazem questão de receber a medalha. Enquanto que o governador deveria atuar a favor do povo e contra a Enersul.

OAB

Antes de presidir a 5.ª Subseção da OAB, eu costumava reclamar que não era convidada para os eventos por culpa do Presidente. Agora que estou no cargo, faço questão que todos sejam convidados pessoalmente, por e-mail e por telefone. Alguns estão reclamando que não foram convidados, achando que a culpa é da Presidente. Deve haver algum erro de comunicação no caminho. Fácil é ser pedra, o difícil é ser vidraça.

A propósito, quero parabenizar o brilhante advogado e professor Marco Aurélio Claro, que acaba de ser eleito Coordenador do Curso de Direito da FIP. A disputa foi apertada e tive a oportunidade de acompanhar a movimentação acadêmica de perto. Sucesso a ele no novo desafio.

BANCOS

Um leitor assíduo me contou que dia desses precisou sacar dinheiro para uma emergência e não conseguiu. Foi até o “Banco 24 Horas” e para a sua surpresa e indignação o dito Banco só funciona até as 22 horas. A pergunta que não cala: Se o Banco é 24 horas, porque funciona apenas até as 22 horas? Espaço aberto para os Bancos explicarem.

TRÂNSITO

O trânsito em Ponta Porã está cada dia mais perigoso. Dias atrás houve um acidente com vítima fatal. No sábado à noite mais uma violenta colisão em pleno centro. A PM iniciou a operação “Duas Rodas”, que visa tirar de circulação os motociclistas não habilitados. Temos ainda a complicação de morarmos em uma fronteira seca, pois a maneira de dirigir “allá” não é a mesma de “acá".

AGRADECIMENTOS

Agradecemos aos leitores que são a razão do sucesso desta coluna, em especial ao Dr. Alberto Fróes, que me confidenciou que a coluna está muito política. Assuntos jurídicos eu deixo para o Fróes, aliás, meu Mestre. Ao Velocindo Silva, à Dona Maria de Lourdes lá do bairro da granja, à Elizabete Almada. Aos aniversariantes da semana: dia 15 Taiane Godoy; dia 16 a Fisioterapeuta Samantha Gimenes e dia 21 Dr. Morikatsu Saruwatari.
Obrigada.
Ocorreu um erro neste gadget
Pesquisa personalizada

TeleMessage SMS Sender