20 março, 2010

AO GAPP - Agradecimento a homenagem recebida pelo Grupo de Apoio às Pessoas Convivendo com o Virus HIV/AIDS

QUERIDA SIMONI,


Ser voluntário é ser divino, é ser humano é ser ninguém.

Abraçar uma causa é abraçar a si mesmo, para que com a realização do outro, a gente se realize também.

O voluntário pode ser grande, pode ser pequeno, pode ser relapso pois em suas mãos está o livre arbítrio. É ser ou não ser, é deixar o coração levar para qualquer caminho, é poder voar, errar e quando se arrepender é poder voltar.

A divindade do voluntário reside no fato de que se torna anjo para àqueles cuja esperança há muito se esvaiu. Homem e mulher comum, pecador e pecadora que num momento supremo é elevado ao grau de santidade.

Meu Deus! Quanto inversão. Sou o anjo desses anjos sou a santa desses santos, sou a esperança desses excluídos, mesmo sendo humana, mesmo sendo ninguém.

Me entristece quando olho para trás, foram tantas vezes que me omiti ao receber o chamado, estava envolvida somente comigo e com a necessidade do anonimato. Essa resistência em aparecer, essa insuportável leveza do ser. Ao Ser Superior sempre pedi apenas e tão somente a liberdade de ser feliz.

E durante muito tempo permaneci preocupada com o que achavam de mim, sobre o que pensavam ao meu respeito. Mas com o GAPP aprendi que pouco importa o que os outros acham de mim, o amor daqueles que pouco amor receberam nesta vida, é que me importa.

Amiga querida, sei que a minha vida, a tua vida, a nossa vida é efêmera, por isso nada mais me preocupa.

E hoje, ao receber esta grande homenagem, me redescobri. O que passou passou, e recebi neste dia, a oportunidade diária que só o amor dá. A oportunidade de recomeçar.

Por todo o exposto, afirmo sem medo de errar que se morrer amanhã, não estou preocupada, juridicamente o GAPP não ficará sozinho, com amor plantei a semente. Já tenho substituto, já posso me considerar dispensável.

Com meu suor formei meu filho, minha semente de amor que brotou neste terreno árido da vida, e que já foi regada com a decepção, com as perdas, com os infortúnios. E cresceu, se desenvolveu, e assim como eu descobriu que só há dois caminhos a seguir: o do bem ou o do bem, mesmo que seja pavimentado pelo amor ou pela dor. Nuno jamais irá abandonar o projeto que iniciei, disto tenho certeza absuluta.


O segredo consiste em começar como participante e virar facilitador. Isto é ser voluntário.

O GAPP DE PONTA PORÃ com todas as dificuldades pela qual passa pode ser considerado referencia nas fronteiras do País. Vencemos!

ELIZ SALDANHA

DISCURSO DE DESPEDIDA DA PRESIDENCIA DA ORDEM


COLEGAS ADVOGADOS




Hoje é um dia de muita alegria que deve ser tratado com a máxima seriedade, pois, iremos transmitir à Dra. Nina e demais colegas um triênio que deverá ser de abnegação, palavra que rima com perdão, o que me leva de imediato a iniciar estas poucas palavras com o pedido de escusas aos companheiros que ouviram calados por diversas vezes o meu egoísmo alegar solidão à frente de nossa Instituição, dizendo arrogantemente que fiz tudo sozinha.

Qual o que? Nunca estive sozinha. Deus sempre me acompanhou dentro dos Presídios, das Delegacias, esteve do meu lado quando adentrei aos castelos dos Magistrados e supliquei aos Desembargadores um olhar mais atento à Comarca de Ponta Porã. E foi através da prece que minha memória foi avivada e tenho a obrigação moral e por que não dizer, institucional de pedir perdão aos que me auxiliaram. E demonstrar a esses advogados o meu profundo reconhecimento: à Dra. Margarida da Rocha Aidar, que cumpriu seu papel de vice presidente ao assumir a presidência da Subseção por quase duas semanas enquanto eu negociava com o meu partido político para não disputar as eleições de 2008 na condição de candidata à vice prefeita.

Perdão e reconhecimento ao Dr. Ronei Fuchs, secretário adjunto, que não deixou de participar de nenhuma reunião quando chamado, emitiu opinião, lavrou atas e acompanhou ex funcionários no Ministério do Trabalho, isso tudo conciliando a profissão de advogado à Presidência do Sindicato Rural de Ponta Porã.

Perdão e reconhecimento com o coração encharcado de lágrimas de saudade daquele que minuciosamente fiscalizava a nossa prestação de contas, que vale dizer foi a única Subseção a apresentá-la de forma perfeita, correta. Meu saudoso amigo e tesoureiro Dr. Cacildo Bella. Nos despedimos na sexta-feira que antecedeu seu óbito. E não foi por desídia ou negligência que faltei naquele triste sábado a despedida de seu corpo já inerte. O Bella, as suas piadas em guarani, eu quis guardar na memória muita viva a sua presença com os termos impecáveis, o botom da Instituição fixado na lapela esquerda do terno e a intensa vontade de viver. Até breve colega e companheiro Cacildo Bella, e, avante!

Agradeço ainda Colegas Advogados: Drs. Deodato de Oliveira Bueno, Duraid Yassim e Modesto Rojas, intransigentes à frente da Subcomissão de Prerrogativas dos Advogados. Os Drs. me acompanharam nas primeiras visitas aos gabinetes dos juizes e, após isto, o Dr. Deodato de Oliveira Bueno participou ativamente no front de batalha para instalação da 5.ª Vara, ou 2.ª Criminal, através de reuniões com os magistrados e elaboração detalhada de relatórios. Ainda não conseguimos, mas foi só uma batalha, e a nova diretoria deve estar pronta para a luta contra o Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul.

Ao Dr. Arilthon Sartori, que devido aos impedimentos do cargo que ocupa, foi secretário ad hoc, auxiliando na elaboração de peças informativas e atendimento aos jurisdicionados, presença quase constante na sala da Subseção, que ficou um pouquinho maior, graças aos oficiais de Justiça que fizeram a permuta conosco.

À festeira Dra. Rosane Marino, que não deixou o dia dos Advogados passar em branco. Às Dras. Lysian, Dra Sabrina e Dra Jaqueline, as bacharéis Neide Hamer e Noêmia Canuto que se dedicaram inteiramente as inesquecíveis festas julina e a muito chic noite do brega.

Minhas homenagens e reconhecimento ao trabalho da combativa Dra. Sudalene à frente da subcomissão dos Direitos Humanos, que foi sucedida pela não menos abnegada e competente Dra. Silvania Gobi.

Ao Procurador Municipal Dr. Rodrigo Ferreira que participou das correições da Justiça Federal e até mesmo o criminalista Alberto Fróes com suas reivindicações proclamadas em voz muito alta em frente ao prédio do Fórum. Ele também ajudou, à sua maneira, mas ajudou.

Agradeço à Dra. Nelídia à frente da Caixa de Assistência, que com recursos próprios dirigiu-se inúmeras vezes à Campo Grande no sentido de viabilizar verbas para o prédio da Caixa de Assistencia, que estava se desfacelando.

Ao Dr. Eduardo Campos, que por várias ocasiões contribuiu com a nossa Instituição quando secretário de governo do Municipio, sempre atendendo nossos pedidos e mandando limpar e roçar o imenso pátio de nossa sede.

Aos Drs. Arnaldo Escobar e Júlia Aparecida de Lima, que auxiliaram valorosamente nos processos éticos e nos inquéritos civis.

E como poderia esquecer de meus colaboradores do dia a dia, os Funcionários da Subseção: Neide, Ali, Carol e Luciene, que muitas vezes fizeram o serviço de dez pessoas, sempre atendendo com o máximo respeito a todos que precisavam dos serviços da ORDEM. E da minha família, meus filhos que souberam entender a minha ausência, e meu companheiro a dois anos, Pedro, obrigada pela companhia constante.

E por derradeiro, à Dra. Nina Negri que diferente de mim, sabe como ninguém driblar a timidez que a acompanha e representou-me em alguns eventos sendo ainda valorosa como delegada da ESA.

Para finalizar, afirmo sem medo de errar que aprendi muito nesses 03 anos, hoje sei muito mais o valor que tem a OAB, principalmente agora, em tempos de julgamentos precipitados via imprensa, fato que ridiculariza o contraditório. É A OAB que faz frear as percepções sumárias para recordar ao País que DEMOCRACIA não é palavra vã, mas um modo de vida, que precisa ser exercitado diariamente.

Em tempos que somos tachados de chicaneiros, de ladrões, pelo alto preço dos honorários cobrados, que só paga quem precisa de defesa, É A OAB que está à frente de todos nós. Nas prisões arbitrárias e invasões dos escritórios pela polícia, E A OAB, que sai ao nosso favor.

Vivemos o tempo em que qualquer um que possua boa retórica, advoga. Existem rábulas espalhados por todos os cantos, emitindo opiniões nas mais diversas áreas do Direito. Por isso Cara colega Dra. Nina Negri, sua missão não será das mais fáceis, não desista nunca, não se deixe abater pelas pedras que aparecerão no seu caminho, te ofereço e desejo rosas sem espinhos e suplico que defenda com toda força a maior obra da Advocacia Brasileira: A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL.

Muito obrigada e AVANTE!

17 março, 2010

LULLA LÁ



Uma piada que está fazendo enorme sucesso na internet, dá conta de Deus extremamente insatisfeito com a sua criação do mundo, chamou Obama e Lulla para dizer o seguinte:

— Meus filhos, daqui a 30 dias eu vou acabar com o mundo...

Obama reuniu o povo americano e disse: — Tenho uma notícia boa e outra ruim. A boa é que existe um outro Deus, além de mim, e eu estive com ele... E a ruim é que esta grande nação, que tanto lutamos para que seja a melhor do mundo, não existirá mais daqui a 30 dias.

Em rede nacional, Lulla fala para o povo:

— Tenho duas notícias boas. A primeira é que conversei com o companheiro Deus, que é do partido, e a outra é que daqui a um mês não haverá mais enchentes, não haverá mais violência, não haverá mais fome e nem desemprego... Isso prova que “nófo” governo cumpre o que promete.


ENQUETE DO MARCO EUSÉBIO

Depois de o ex-governador Zeca do PT ter liderado durante toda a semana, o governador André Puccinelli reagiu na reta final e venceu a Enquete da Semana do Blog encerrada neste domingo que perguntava aos leitores em quem votariam hoje para governar Mato Grosso do Sul.

Puccinelli obteve 53% de 643 votos registrados. Vale sempre lembrar que as enquetes semanais do Blog não têm caráter científico e visam só a participação e opinião do leitor e que o sistema aceita apenas um voto por computador. Confira, abaixo, o resultado geral: 1º lugar André Pucinelli (PMDB) 53% - 2º lugar Zeca do PT 34% -

3º Juiz Odilon de Oliveira (PSDB) 12% . Não disse? Cada um no seu quadrado.

ENQUETE DO FALANDO SÉRIO.

O prefeito Flavio Kayatt deve estar irritado com tanta especulação em torno da sua provável candidatura a deputado estadual. Particularmente, minha opinião é que ele continuará na prefeitura.

Mas resolvi perguntar aos leitores e a várias outras pessoas de diferentes seguimentos, se elas acreditam que o Prefeito deixará o paço para se candidatar a deputado. É interessante que em vez de responder sim ou não, muitos preferem opinar no seguinte sentido: De 80 pessoas entrevistadas, mais de 60 acreditam que não haverá renúncia de jeito nenhum, pois as contas da administração estão redondinhas, os índices de aprovação do prefeito beiram a 80% e a Câmara Municipal é composta de vereadores absolutamente devotos. Isso mesmo, em time que está ganhando não se mexe. Mas caso resolva, por si, sair candidato, todos votam nele. Querem um deputado genuinamente pontaporanense.

Especuladores dizem que se não se candidatar agora, Flavio poderá ficar 02 anos sem mandato a partir de 2012. Nada disso, o prefeito é um político nato, inteligente e sabe muito bem que a hora é agora por outra razão, a vontade da população. Mas...

Vale dizer que a enquete não tem caráter cientifico, serviu apenas para avaliar o pensamento do (e) leitor, haja vista que muito se especula a respeito de tal candidatura, alguns meios falando mal e vários falando bem, então resolvemos falar sério.

SAIBA AS CUSTAS

Desde o dia 11/02 está em vigor o novo regimento de custas do Poder Judiciário e atende todas as comarcas do estado. Ao ajuizar uma ação acesse o site do Tribunal de Justiça, através do endereço, www.tjms.jus.br e clique em “custas processuais”, bastando inserir alguns dados e aparecerá o valor que será despendido em quase todas as fases do processo. Assim as coisas ficam mais fáceis para o cliente e para o advogado, agilizando o processo e acabando com as duvidas acerca da famosa e alta custa processual.


Será tudo mais fácil, desde que o juiz não determine a majoração do valor atribuído à causa, momento em que se exigirá a complementação de referidos valores.

ERVA MALDITA

O pessoal que faz caminhada no horto florestal solicita que a policia faça um exercício esperto naquele local, prendendo ou pelo menos espantando os usuários de drogas que dividem o parque com aqueles que se exercitam por lá. Pelo que sabemos, referido local não está liberado para esse tipo de hobby, não é mesmo? Está dado o recado.

AGRADECIMENTOS

Agradeço aos leitores que fazem o sucesso desta coluna, em especial aos diretores do site Noticias de Ponta que a partir de hoje passa a publicar a coluna Falando Sério. Ah, sem esquecer da Adriana Penzo, Fala Sério, está na hora de cobrar um jabá.

Obrigada, semana que vem tem mais.

Comente esta coluna na internet através do blog: http://www.faloserio.blogspot.com, dos sites www.mercosulnews.com, www.pontanews.com.br, www.diariopora.com.br e www.noticiasdeponta.com. E-mail: elizjpp@hotmail.com.
Ocorreu um erro neste gadget
Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste gadget