22 outubro, 2008

BANALIZAÇÃO

A vida tornou-se algo banal nos tempos em que vivemos. Pessoas completamente desequilibradas convivem em nosso meio e quando a loucura foge do controle, acontecem tragédias, como a que vitimou a jovem Eloá e o Gauchinho. O que devemos fazer?Cuidar de nós mesmos vez que o Estado, através de suas "otoridades" pouco consegue fazer. O que aconteceu com essa aquela jovem, chocou o País, não só pela sucessão de erros cometidos. Um futuro, uma vida inteira ceifada por um desequilibrado. É uma pena.

NEPOTISMO

Continua a lengalenga lá pelas bandas de Brasília com relação aos parentes admitidos sem concurso público. Demora nas demissões, demora para os deputados e senadores mostrarem quem são os tais e assim por diante. Há uma dificuldade muito grande na classe política em seguir regras, principalmente as Leis e ninguém consegue entender o porquê. Na última segunda-feira, foi demitida mais uma parcela da "parentada". A passos de tartaruga.

BAIXARIA

A campanha eleitoral nas duas mais importantes cidades do País descambou para a baixaria total. Candidatos resolveram atacar a honra e a vida pessoal dos seus adversários sem dó nem piedade, talvez seguindo o exemplo da disputa entre os americanos MacCain e Obama. Em São Paulo, Marta Suplicy tentou passar aos eleitores que Gilberto Kassab seria gay, não deu certo e despencou nas pesquisas. No Rio de Janeiro, o candidato Eduardo Paes, está usando as máquinas estadual e municipal e tentando desvirtuar uma gafe cometida por Fernando Gabeira. Resultado: candidato que parte para a baixaria despenca nas pesquisas, porque o eleitor quer é saber de propostas e maneiras de ter a sua vida melhorada, não quer saber da vida pessoal de ninguém.

OAB NELES

A Ordem dos Advogados do Brasil, entidade essencial para o estado democrático e de direito não está para brincadeira. Fará um levantamento em todas as Seccionais no Brasil, para a partir de cada caso concreto, impetrar com reclamação formal no Supremo. A OAB fará gestões nas bancadas de cada Estado da federação, independentemente de cor partidária, para que uma PEC seja aprovada para acabar com as dúvidas. A idéia do presidente nacional da Ordem é de que "com a edição desta PEC, o nepotismo acabe no Brasil". Que já tem gente colocando as barbas de molho, ah isso tem.

CHIADEIRA

A Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, leia-se deputados estaduais, está chiando demais contra o governador André Puccinelli. Eles estão de bico torcido com o italiano por conta do valor das emendas parlamentares: apenas quinhentos mil reais. Mas André, que não é bobo nem nada, resolveu além da grana, opa, emenda parlamentar dar também a paternidade das obras em execução. André foi taxativo: "Sempre dei dividendo político. Sempre dei, até para os três do PT. É R$ 500 mil e a paternidade a gente discute." Hã?Vai ter teste de paternidade?

PT    

O Partido dos Trabalhadores no Estado abriu oficialmente a temporada de caça às bruxas. Depois de tentar expulsar o ex bolsista-pijama Zeca do PT, de prender o sobrinho do Senador todo poderoso Delcídio do Amaral, agora a novidade do "front" de batalha é a tentativa de expulsar Mariano Cabreira. Ele é acusado de infidelidade partidária, por ter apoiado publicamente um candidato a vereador e a reeleição do prefeito Nelsinho Trad. Detalhe: Cabreira está de licença desde o início da campanha. Como existem duas alas do partido em pé de guerra, quem puder mais, chora menos.

JÁ AQUI

Tudo anda na maior calmaria. Claro, tirando a violência que vem crescendo de forma assustadora na nossa Cidade. E claro que não podemos culpar as polícias por isso, pois, afinal de contas eles fazem o que podem, diante da precariedade de equipamentos e a defasagem de pessoal que é peculiar por aqui. É realmente lamentável, que pessoas que vieram de tão longe, como o empresário Sérgio Duarte, o Gauchinho, tenha a sua vida encerrada de forma tão terrível. Isso, fora assaltos e assaltos que acontecem à plena luz do dia, nos mais variados cantos da cidade. Deprimente.

BRASIGUAIOS

Os brasileiros proprietários de terras no Paraguai estão enfrentando um páreo duro contra os campesinos (sem-terras paraguaio). A situação está preocupante mesmo, pois campesinos estão armados e são violentos e o brasileiros estão contratando milícias armadas, ambos os lados justificando o desnecessário uso de armas e violência. O fato é que existe um movimento anti-brasileiro em crescimento, o que preocupa muito. Esperamos que tudo seja resolvido dentro da legalidade e de preferência sem nenhuma vida perdida.

AGRADECIMENTOS

Agradecemos aos leitores que são a razão do sucesso desta coluna, em especial ao Dr. Júlio César de Lira, inspetor da Receita Federal que se comprometeu em não medir esforços para atender as reivindicações da OAB de Ponta Porã, uma vez que Dourados já foi atendida recebendo um veículo em doação. Os advogados da fronteira também merecem.

Ocorreu um erro neste gadget
Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste gadget