03 setembro, 2008

ELEIÇÕES 2008

Uma pergunta que não quer calar: É permitido promover jantares para eleitores? Claro que NÃO. Pois almoços e jantares como forma de vantagem ao eleitor estão proibidos.

JEITINHO

É brincadeira como certos candidatos tentam burlar a legislação. Seja chegando "por acaso" nos bares da cidade e pagando "tudo" para todos, seja fazendo reuniões regadas à cerveja e churrasco do lado de "allá". Fala Sério.

PERGUNTA DO ELEITOR

Como eleitora também estou preocupadíssima pois meu candidato faz aniversário dois dias antes das eleições, que fazer? A resposta é trabalhar bastante e pedir votos para poder comemorar no dia 06.

BANDEIRAS

Quando as bandeiras ou faixas são feitas artesanalmente, elas precisam ter o CNPJ do candidato? De acordo com a Legislação eleitoral, a resposta é Não. Mas é preciso muita atenção ao uso das bandeiras. Se uma pessoa estiver carregando a bandeira, a dimensão dela pode ter qualquer metragem. Mas se a bandeira estiver fixa, aí poderá caracterizar-se como faixa e, nesse caso, deve obedecer o limite de 4 m² de tamanho.

DE OLHO

E quem diria que a versão do todo poderoso diretor da Agência Brasileira de Investigação dada no Congresso Nacional seria desmentida? Depois da matéria da Veja desta semana, o Lulla, após pressões de todos os lados resolveu afastar temporariamente toda a cúpula da ABIN. É pouco diante da afronta à democracia. Segundo matéria da revista, a espionagem é comum em Brasília.

Não podemos nos calar diante destes absurdos cometidos pelos "arapongas" descontrolados. No Estado Democrático em que vivemos cada um tem o seu papel bem definido. Talvez uma solução para isso fosse que o Legislativo fizesse o seu trabalho de legislar, o Executivo se preocupasse em executar as Leis e o Judiciário cumprisse apenas o seu papel de fiscalizador.

PARENTE NÃO PODE

Depois que o Lulla assinou a Lei proibindo que políticos admitam parentes sem concurso, virou uma chiadeira danada. Alguns mais espertinhos criaram de última hora "cargos permitidos" para deixar seus parentes. É uma tentativa de moralizar a política. Se vai dar certo ou não, depende principalmente de nós, que no próximo dia cinco de outubro temos que votar em quem merece.

DEVAGAR

Para quem esperava uma campanha eleitoral agitada aqui em Ponta Porã, o clima anda "tranqüilo", como diz um amigo meu. Na disputa pela prefeitura, o candidato Chico Gimenez, está com um programa direcionado em mostrar que nem tudo é o que parece, sempre apresentando soluções. Já no lado da administração, o programa é pautado em mostrar o que foi feito em quatro anos e o que poderá ser feito nos próximos quatro,em caso de vitória. Quem vai ganhar? Prefiro não comentar.

NÃO ESQUEÇA

Escolha bem os seus candidatos ou candidatas; não venda seu voto em troca de favores, dinheiro ou outros bens - candidato que tem esta prática é corrupto, infringe a lei e precisa ser punido, conforme a Lei 9840; ou nós nos envolvemos na política e ajudamos a decidir os destinos de nossa cidade, ou outros se envolvem e decidem por nós.

Não venda seu voto, mas se resolver vender, não entregue o produto.

AGRADECIMENTOS

Agradecemos aos leitores que são a razão do sucesso desta coluna em especial ao novo Editor e Redator do JP, Paulo Rocaro, que tem deixado muitos políticos em "maus lençóis". O Paulo, mais conhecido como "Mainardi da fronteira", deverá continuar com sua posição firme e clara de informar sem deixar de alfinetar. Obrigada. Semana que vem tem mais.

Comente esta coluna na internet através do blog: http://www.faloserio.blogspot.com, do www.mercosulnews.com e do www.pontanews.com.br E-mail: elizjpp@hotmail.com.

Ocorreu um erro neste gadget
Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste gadget