25 setembro, 2009

HÃ?

A indicação do Lulla para o STF está dando o que falar no meio jurídico. Ele indicou o Advogado Geral da União, José Antônio Dias Toffoli, 41. As dúvidas estão na idade e na sua idoneidade moral, haja vista que há uma condenação (suspensa) em primeiro grau. O juiz substituto que o condenou, entendeu ilegal a contratação de um escritório de advocacia para defender o Estado do Amapá e este possuir Procuradores concursados.

O que deve ser levado em conta, é que quando alguém presta concurso para a Magistratura, Ministério Público ou Polícia Federal, por exemplo, se haver cometido qualquer delito tipificado no Código Penal, com sentença transitada em julgado, pode esquecer, não passa na parte da investigação social. Um ministro do STF deve ter no mínimo, além do notório saber jurídico, idoneidade moral.

FOGO CRUZADO

Ainda que o Brasil diga que foi pego de surpresa no caso do Presidente deposto Manoel Zelaya, podíamos ter passado sem essa. Na madrugada desta sexta-feira, o porta voz dos quatro candidatos disse que o golpista e Roberto Micheletti podem voltar a dialogar exatamente do ponto em que pararam, ou em outro qualquer. A negociação aconteceria pelo Prêmio Nobel da Paz, Oscar Arias. Espero que se entendam logo.

SEM NOÇÃO


O ditador e truculento governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli nos fez passar vergonha na noite de terça-feira no jornal Nacional. Ao adjetivar o Ministro do Meio Ambiente Carlos Minc de “viado, fumador de maconha”, o italiano mostrou o seu despreparo e a sua arrogância habitual, só que em nível nacional. Muita gente comentou que se sentiu envergonhada com as declarações dele. Talvez as recentes pesquisas de opinião não lhe tenham caído muito bem, o que o leva a atirar para onde olhar primeiro. Minc respondeu com elegância e contra atacou. Bem que dizem, que quem fala demais dá bom dia a cavalo.

PEC

Pois é, a tão falada e aguardada PEC dos Vereadores foi aprovada e deverá ser promulgada em breve. A nova discussão agora é quanto a sua eficácia. O texto aprovado traz em seu bojo a retroatividade às eleições do ano passado. O TSE deu a entender que só pode em 2012. No Estado, já acionaram o Judiciário, que negou a liminar. Mudar as regras no meio do jogo, já está ficando “normal” e não podemos permitir isso.

OAB

Neste fim de semana, esta colunista participa do XLII Colégio de Presidentes das Subseções da OAB/MS na cidade de Corumbá. Temas como “Os desafios da Advocacia” e “A Virtualização da Justiça” estão na pauta. A cidade branca recebe ainda o Encontro de Dirigentes das Escolas Superiores de Advocacia do Brasil e a Sessão Ordinária do Conselho da Seccional da OAB/MS. É um momento único para a advocacia do Mato Grosso do Sul, que busca valorizar a advocacia do interior.

EXEMPLOS

Na abertura da programação em Corumbá, o presidente da OAB/MS Fabio Trad, foi aplaudido em pé durante o seu discurso, Fábio fez duras críticas aos políticos e a minoria da imprensa sensacionalista que insiste em praticar julgamentos antecipados. O presidente da OAB/Brasil Cezar Brito foi ainda mais contundente na defesa da Advocacia Brasileira, aliás, única entidade de classe garantida pela Constituição de 1988. Eu tenho orgulho de ser ADVOGADA. Eu tenho orgulho de pertencer a esta instituição isenta da poluição da corrupção.

AGRADECIMENTOS

Agradeço aos meus leitores que são a razão do sucesso desta coluna, em especial aos aniversariantes do dia de hoje: Luis Renê Gonçalves do Amaral e Rita de Jesus Azevedo; aos presidentes da OAB Cezar Britto e da OAB/MS Fábio Trad. Obrigada. Semana que vem tem mais.

Colaboração: Pedro Zadyr

Comente esta coluna na internet através do blog: http://www.faloserio.blogspot.com, do www.mercosulnews.com e do www.pontanews.com.br E-mail: elizjpp@hotmail.com.

22 setembro, 2009

TUCANOS

A nata do tucanato brasileiro esteve reunida em São Paulo para a inauguração do espaço Minas. Estavam presentes Aécio Neves, Fernando Henrique Cardoso, José Serra, Orestes Quércia e Geraldo Alckmin. E o assunto, claro, só poderia ser política. Parece que está havendo um alinhamento no sentido de que não haja prévias e o partido já saia com tudo e todos trabalhando em torno de seu candidato nas eleições do ano que vem.

VAGA
Aprovada em primeiro turno na semana passada a tão aguardada PEC dos vereadores, que cria de imediato mais de sete mil vagas e por outro lado diminui o repasse do executivo para o legislativo. A euforia é geral, já tem gente comprando o terno para a posse, mas é preciso calma, pois ainda tem que ser votada em segundo turno, o TSE já se pronunciou e disse que só vale a partir de 2012, para desespero dos quase vereadores.
SALGADO

A descoberta de uma grande quantidade de petróleo em território brasileiro provocou uma corrida dos governadores pelos seus royalties. A jazida abrange três estados e estes, lógico, querem os lucros só para eles, mas o Lulla já deu um jeito nisso e apaziguou todo mundo. O dinheiro apurado com a extração do petróleo no pré sal será usado em ciência, tecnologia, saúde, transporte entre outras áreas. Já vi esse filme.

RESOLVIDO

Em reunião de mais de três horas, o senador peemedebista Valter Pereira decidiu que vai permanecer no PMDB e disputar nas prévias a vaga para o senado com o deputado Waldemir Moka. E ficou decidido ainda que quem perder a disputa para o senado, ganhará uma candidatura para a assembleia legislativa federal e terá que apoiar o “senador”. Isso que é democracia, o resto é conversa.

PT

Falar em democracia, o partido da estrela afinou a viola definitivamente. O senador galã Delcídio do Amaral fechou para valer em torno do nome do Zeca, que parece ser unanimidade dentro do seu partido. Pesquisas divulgadas recentemente mostraram que o Zeca está crescendo e o governador imediatamente atacou, apelando para o mau gosto ao chamar Zeca de fruta podre. Autoritário como todos sabemos, o André não suporta ser enfrentado, ainda mais por um inimigo como o Zeca. Esperamos dos candidatos, uma campanha em que sejam discutidos projetos que tragam benefícios para o nosso Estado.

LEGISLATIVO

O assunto da semana não poderia ser outro aqui em Ponta Porã: o jaguané que o presidente em exercício da Câmara levou do tucano Dario Honório. Não percebendo que Dário havia estrategicamente saído do plenário na hora da votação, Puka resolveu votar para empatar, crente que a “oposição” tinha cinco voto e, desempatar no voto minerva, porém, a matéria em questão necessitava de seis votos para ser aprovada. Com o voto do presidente só obteve cinco votos e a “oposição” tinha quatro votos. A matéria acabou rejeitada para desespero dos governistas. É outro caso em que a maioria perde e a minoria ganha. Só aqui mesmo.

PARABÉNS

A toda a equipe do Jornal Regional por um ano de circulação. E como diz o Monfort, é preciso dar passos firmes, um de cada vez em direção ao sucesso, sem pisar em ninguém e sem ser leviano. Elogiar o que deve ser elogiado e criticar o que deve ser criticado. Se o Jornal Regional continuar assim, o sucesso vem naturalmente. Parabéns a todos que contribuem para que o jornal esteja nas bancas duas vezes por semana. Ah, vem novidade por aí, mas só o Monfort pode contar. Eu já sei, mas não conto.

AGRADECIMENTOS

Agradeço aos meus leitores que são a razão do sucesso desta coluna, em especial a Walkiria Capusso e a Soraia Mahmoud, aniversariantes de hoje. Obrigada. Semana que vem tem mais.
Ocorreu um erro neste gadget
Pesquisa personalizada

TeleMessage SMS Sender