21 dezembro, 2007

RUIM

O governo federal encerra o ano de maneira nada agradável. Após a derrota no senado do imposto do cheque, a equipe do Lulla já estuda possíveis retaliações contra os parlamentares; corte nas emendas; já contra o povo, aumento de impostos ou talvez a criação de novos. O certo é que sem a CPMF o país deixará de arrecadar cerca de 40 bilhões de reais por ano. E o que acontecerá com o tal PAC, anunciado às pressas e que contava com parte desse dinheiro?

BOM

Não foram apenas coisas ruins que aconteceram neste ano. Tivemos um presidente do senado que após muita relutância e muitas denúncias, renunciou. Tivemos exemplo de solidariedade como o dos homens que pularam em rio poluído para salvar uma recém-nascida. Tivemos o julgamento do STF contra os 40 ladrões e que agora começam a responder na justiça comum. E ainda por cima a melhor do ano, um presidente mal-educado recebendo um “por que no te callas” transmitido ao vivo para o mundo.

MS

O governador do nosso Estado tem o que comemorar, pois anunciou nesta semana que os investimentos serão da ordem de mais de um bilhão de reais. André conseguiu isso graças a um rígido plano de contenção de despesas, que não permite gastos além do estritamente necessário. Tamanho é a contenção, que Ponta Porã receberá pouquíssimos dos recém formados policiais militares. Esperamos que no próximo ano as coisas melhorem para a nossa cidade, que sofre com a falta de investimentos na área de segurança pública.

OAB

A Ordem dos Advogados do Brasil fez um excelente trabalho este ano, tanto no estado quanto no resto do País. Por aqui vimos um ex-governador deixar de receber o tal “bolsa-pijama”. A Ordem ainda abraçou o Movimento MS Contra a Violência, que nasceu, cresceu e continua firme. Lançou o movimento CANSEI e ainda apoiou a Semana da Conciliação, realizada pelo Judiciário. Destaque para o Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Nacional, Dr. César Brito e para o Presidente da Seccional do Mato Grosso do Sul, Dr. Fábio Trad e todos os seus colaboradores.

POLÍTICA

A política no nosso município esteve praticamente apática durante este ano. O Executivo mandando e com duas exceções a Câmara Municipal obedecendo. Foi um ano em que não tivemos grandes debates ou discursos e o público praticamente deixou de participar das sessões legislativas. A falta de interesse preocupa pois uma das tarefas do vereador é indicar ao Executivo o que o povo necessita e se o povo não comparece, como poderá o edil desenvolver o seu trabalho? Pode ser que não está precisando de nada, né?

CÂMARA

Conforme previsto e anunciado no JP com antecedência, a vereadora Dulce Manosso foi eleita para presidir a Mesa Diretora no ano de 2008. Diferente do que aconteceu em outros anos, não foi eleita por unanimidade, aliás, o único a contar com todos os votos foi o vice-presidente reeleito Landolfo Antunes. A presidente terá que ter muito jogo de cintura para conduzir os trabalhos naquela Casa, lembrando que teremos ano de eleições municipais durante a sua gestão. A posse está marcada para o dia primeiro de janeiro.

REFLEXÃO

Já que o assunto principal da coluna durante o ano foi a política, vale relembrar que no próximo ano estaremos “investindo” do poder pessoas para nos representar, tanto no Executivo quanto no Legislativo. É a hora do povo dar o troco nas urnas àqueles que não valorizaram o voto. Estamos cansados de tanto escândalo, tanta falcatrua e tanta impunidade. Chegou a hora do povo.

ANO QUE VEM

Como esta é a última edição do ano, agradeço primeiramente a Deus, por tudo de bom que aconteceu na minha vida durante este ano. A todas as pessoas que de uma forma ou outra ajudaram a coluna, que deixo de nominar para não correr o risco de ser injusta e esquecer de alguém, mas não chegaríamos até aqui sem a ajuda dos meus amigos verdadeiros, dos meus colaboradores que sempre tem uma informação e claro aos que são a razão do nosso sucesso: os meus leitores.

A tarefa foi árdua, mas estaremos de volta em 2008, com as baterias recarregadas e pronta para começar tudo de novo.

FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO!
Obrigada e até ano que vem.
Ocorreu um erro neste gadget
Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste gadget