07 março, 2013


DILMA ROUSSEFF
A disputa pela vaga em aberto no Supremo Tribunal Federal, que envolveu candidatos e padrinhos de dentro e fora do governo, irritou a presidente Dilma Rousseff, que decidiu paralisar nas últimas semanas o processo de escolha do sucessor do ministro Ayres Britto, segundo fontes do governo ouvidas pela Reuters. Diferente do que fez nas duas primeiras vagas abertas em seu governo, quando indicou Rosa Weber e Teori Zavascki de forma rápida e sem abrir espaço para muitas disputas, Dilma já leva quase quatro meses estudando o melhor nome para substituir Ayres Britto.
Fontes do governo, afirmaram ainda que a presidente se irritou com a disputa aberta alimentada pelos apoiadores daqueles que eram os dois principais cotados, os advogados tributaristas Heleno Torres e Humberto Ávila, ao ponto de encerrar as discussões e pedir o exame de mais nomes.
EDUARDO CAMPOS
O ex- presidente Lula tem feito de tudo para afastar qualquer apoio a uma provável candidatura do governador Pernambucano Eduardo Campos – PSB. Nesta terça-feira, Lula e Eduardo encontraram-se para conversar sobre política e a ideia é tirar a pretensão presidencial do comandante do PSB.
BULLYNG
O deputado federal Fábio Trad – PMDB, acusou o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal – PP, da prática de bullyng político. Para Fábio “A falta de habilidade política do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), no trato com o legislativo municipal campo-grandense está gerando protestos em diversas áreas”. “Ora, fazer oposição é crime agora? Não há outro termo para classificar o gesto inaudito, com claro viés patológico, do prefeito de campo grande. Ameaça? Chantagem? O que é isso? É bullying”, afirmou o deputado sul-mato-grossense ao tomar conhecimento dos constantes ataques promovidos por Bernal contra a Câmara Municipal. “Ora, fazer oposição é crime agora? Não há outro termo para classificar o gesto inaudito, com claro viés patológico, do prefeito de campo grande. Ameaça? Chantagem? O que é isso? É bullying”, afirmou o deputado sul-mato-grossense ao tomar conhecimento dos constantes ataques promovidos por Bernal contra a Câmara Municipal. “Ora, fazer oposição é crime agora? Não há outro termo para classificar o gesto inaudito, com claro viés patológico, do prefeito de campo grande. Ameaça? Chantagem? O que é isso? É bullying”, afirmou o deputado sul-mato-grossense ao tomar conhecimento dos constantes ataques promovidos por Bernal contra a Câmara Municipal. “Ora, fazer oposição é crime agora? Não há outro termo para classificar o gesto inaudito, com claro viés patológico, do prefeito de campo grande. Ameaça? Chantagem? O que é isso? É bullying”, afirmou o deputado sul-mato-grossense ao tomar conhecimento dos constantes ataques promovidos por Bernal contra a Câmara Municipal.s da sociedade. Nesta segunda-feira, 4, Bernal disse que vai citar nomes daqueles vereadores que, segundo ele, estão “atrapalhando a sua gestão”. Para o deputado federal Fabio Trad (PMDB), trata-se de “bullying politico”.
FEIRA SOLIDÁRIA
No último sábado, foi realizado na Praça Lício Borralho, a 1ª Feira de Agroecologia e Economia Solidária do ano de 2013. O evento é uma oportunidade de negócios para os micro-produtores rurais e também para as artesãs do município. Durante a feira, a primeira-dama do município, Kátia Fabíola, disse que a administração do prefeito Ludimar Novais (PPS), está apoiando os pequenos empreendedores, tanto da zona urbana quanto da rural. “A Prefeitura tem como meta o desenvolvimento sustentável e a Feira de Agroecologia e Economia Solidária representa isso”, destacou.
ITAMARATI
A secretária de Obras e Urbanismo, Bia Bordão divulgou nesta semana que a partir de agora a coleta de lixo será feita de forma constante e regular no Assentamento Itamarati toda quarta-feira e sábado. Desde que o assentamento foi criado em 2002, essa é a primeira vez que a população está sendo beneficiada com a coleta regular de lixo, já que até o ano passado o serviço era feito por uma carroça, disse a secretária.
CÂMARA
O clima lá pelas bandas do legislativo não está muito bom. Segundo consta, apesar de muitas fotos com sorrisos, nos bastidores o caldo entornou de vez. Uns falam que é por arrogância, outros falam que é por falta de habilidade política e ainda tem uma terceira corrente que diz que falta diálogo em algum elo.
Com relação à lei que instituiu a taxa de coleta de lixo, o presidente da Câmara, vereador  Caio Augusto disse ontem que haverá modificações na lei visando corrigir as distorções encontradas. É o bom senso prevalecendo.
AGRADECIMENTOS
 Agradeço aos leitores e colaboradores que são a razão do sucesso desta coluna em especial ao Arcenio Machado e ao vereador Agnaldo “Miudinho”. Semana que vem tem mais. 
Ocorreu um erro neste gadget
Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste gadget