27 abril, 2010

Ney Magalhães escreve


 


 


 

Ecos Políticos do Sindicato Rural


 


 

Repercutindo ainda nos bastidores sociais e políticos os fatos e acontecimentos ocorridos durante a solenidade de Posse do Dr. Jean Paes Martins na Presidência do Sindicato Rural de Ponta Porã.

O Cerimonial ao compor a Mesa, entre outras Autoridades convidou o Vice Prefeito Eduardo Campos e a seguir chamou também a Vereadora Dulce Manoso nominando-a como Representante do Prefeito Municipal.

O que poderia ser uma simples "gafe" desculpável, confirmou-se infelizmente como um fato programado e premeditado, comprovando a falta de sintonia entre os Partidos aliados que atualmente dominam o Poder Estadual e o Municipal local.

A ausência do Deputado Estadual Reynaldo Azambuja PSDB, que se intitula representante de Ponta Porã e também do Deputado Zé Teixeira DEM dois membros da Bancada Ruralista na Assembléia comprova o afastamento e distanciamento cada vez mais evidente dos lideres dessas Siglas também do PMDB Estadual.

É mais um sinal de que o Palácio da Figueira comunga com o Governador Pucinelli no adiamento da definição entre Dilma ou Serra.

A ultima Pesquisa encomendada e paga pelos "interessados" e que apresenta vantagem do atual detentor do Poder Estadual deixa clara a intenção de valorizar o seu "passe" junto ao Palácio do Planalto. A Turma do Serra entendeu o recado.

E neste final de semana a Senadora Marisa Serrano PSDB, reafirmou na Imprensa da Capital de que está preparada para liderar a 3ª. Via no caso do André Pucinelli apoiar a Dilma Roussef para a Presidência da Republica.

E por tudo isso que vem ocorrendo chega-se a conclusão que está armada uma conspiração ou um complô pelos atuais donos do Poder no MS.

Eles pretendem continuar "em cima do Muro" até que as pesquisas indiquem mais claramente o provável vencedor para a Presidência da Republica, enquanto isso fazem jus às Emendas possíveis.

O comportamento observado nessa festividade Ruralista está se tornando uma característica Estadual do setor. A ACRISSUL, Entidade mais representativa dos pecuaristas e reduto mais tradicional dos conservadores, oficialmente atravez do Presidente Chico Maia não só aderiu ao PT como até trabalha para conseguir a vaga de vice-governador na chapa do Zéca.

A justificativa é idêntica aos pensamentos dos Prefeitos que sem nenhum pudor declaram-se agradecidos ao Poder Central pelas "benesses" e verbas recebidas.

Essa posição foi iniciada e liderada pelo Prefeito da Capital Nelsinho Trad com explicitas declarações de total subserviência ao Governo Federal. É como se não vivêssemos em um Estado Federativo e em plena Democracia. Interesses escusos e outras EMENDAS devem fazer parte dos acordos. Uma vergonha, diz o Boris Casoi.

Ou é pra acabar, conforme o jornalista Dercio Cruz.

Podemos então deduzir que, mais uma vez não há interesse do Poder Municipal em criar novas lideranças prestigiando a Eleição de pelo menos um Deputado Estadual local.

Com esta conclusão antecipada, conhecida e divulgada nas diferentes rodas sociais da cidade, surgem diversas candidaturas como balão de ensaio.

E nessa situação inusitada eis que, na festividade da Posse da Diretoria do Sindicato Rural surge o Deputado Federal do PT Vander Loubet, "primeiro primo" do Zéca conforme é rotulado pela Imprensa Estadual.

Na ausência e na omissão dos maiores interessados ELE fez seu discurso de conciliação e de apoio aos ruralistas recebendo aplausos e conseguindo seus objetivos.

Bem acompanhado pelo produtor rural e ervateiro Paulinho Benitez, leia-se Erva Mate Santo Antonio, o deputado conseguiu marcar muitos pontos em sua reeleição aproximando-se da Classe onde o PT é menos votado.

Paulinho Benitez é um nome muito comentado em toda a fronteira como provável candidato a Deputado Estadual e com o aval dos ruralistas poderá alavancar sua candidatura.

Sendo Presidente do Sindicato dos Ervateiros do MS este empresário é um Líder entre os jovens fronteiriços desde Porto Murtinho, onde tem padrinhos fortes. Não devemos esquecer que nas eleições passadas segundo a mídia, tinha a preferência pessoal do Prefeito Flavio Kayatt para compor na coligação como Vice Prefeito. E a indicação partidaria era do Senador Delcidio e do Deputado Vander.

Analisando essa conjuntura política e aguardando as próximas pesquisas eleitorais, para Presidente e Governador podemos ainda ter esperanças da indicação de um candidato a Deputado Estadual com apoio suprapartidário.

Voltando ao passado, as raízes fronteiriças deste provável candidato nos remetem desde os tempos áureos das Cooperativas de Mate quando seu Fundador Dr.Aral Moreira foi eleito Prefeito e Deputado Federal, com o Adjalmo Saldanha na sucessão e com a família Marques elegendo o Cóta por muitos mandatos. Com a seqüência do Deputado Federal e depois Senador Rachid Derzi, do Deputado Federal Flavio Derzi e do Estadual Paulo Saldanha nos poderes constituídos a Fronteira era enaltecida. Anote-se que o Paulinho Benitez é neto do saudoso amigo paraguaio Toté Benitez e parente direto ou por afinidade de todos os politicos acima citados. Com a Politica no sangue tem o perfil de um bom Candidato, alem de que os tempos mudaram e o fantasma do PT já foi exorcizado.


 

* R. Ney Magalhães

Cidadão Sem Filiação Partidária.

"agroney@bol.com.br"

Ocorreu um erro neste gadget
Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste gadget